Por pedro.logato

Rio - Ela é louríssima, linda, modelo, faz muito sucesso com vídeos no YouTube, tem milhares de seguidores nas redes sociais e é campeã de lutas. Mas ao contrário da americana Ronda Rousey, ícone do UFC, a nossa Ronda da pesca, Isabela Trindade, briga todos os fins de semana é com os peixões. Mas, ao contrário da americana que devasta suas adversárias, Isabela quer ver esses animais longe da ‘lona’.

Paixão de Isabela pela pesca começo há dois anosReprodução Internet

Formada em Zootecnia, essa paranaense de São José dos Pinhais divulga a pesca esportiva como meio para preservação das espécies. E é nessa luta que ela gostaria de ser imitada. “Quero passar às pessoas a importância da preservação das matrizes e dos reprodutores. Nunca devemos abater peixes próximos de seu tamanho máximo. Pois eles têm um material genético incrível e de grande contribuição para a natureza”, alerta Isabela, que só pratica o pesque solte.

Isabela é paranaense de São José dos PinhaisReprodução Internet

A loura admite que a paixão pela pesca começou quando fisgou um robalão no Rio Guaraguaçu (PR), há dois anos. “Esse peixe é motivo de orgulho. Foi ele quem plantou a semente no meu coração. Talvez nem merecesse, pelo pouco tempo de pesca. Mas Deus tinha um plano quando o colocou no meu caminho”. Sem dúvida, Isabela!

Anderson%3A cherne%2C na isca de sardinha%2C em Arraial do CaboReprodução Internet
Alexandre Ribeiro%3A pescada-amarela%2C na isca de lula viva%2C na boca da BarraReprodução Internet
Gilmar Mineiro%3A robalo%2C na isca de camarão vivo%2C na Ilha da MadeiraReprodução Internet
Valter Duarte Neto%3A corvina%2C na isca de camarão vivo%2C na Ilha da MadeiraReprodução Internet
Carlos Kleber%3A olho-de-boi%2C na isca de lula%2C em pesca oceânicaReprodução Internet

DICAS DE PEIXES

Carlinhos Piraúna

Praia da Reserva — corvina (final da tarde e noite), pampos (dia); saída canal do Leblon — anchova(dia); Praia de Ipanema — papaterra e corvina (final da tarde e noite); Arpoador — anchova (manhã cedo e final da tarde); Praia de Copacabana — papa-terra e corvina (final da tarde e noite); Leme — corvina (madrugada), carapicu (manhã); Pista Claudio Coutinho — anchova (manhã cedo e final da tarde).

Mestre Canarinho

(99953-8100): as iscas são camarão e lula: Quebra-Mar da Barra — corvina, papa-terra, xerelete e marimbá; Cagarras — cangulo, marimbá, jaguariçá e xerelete; Gragoatá/Boa Viagem — corvina, papa-terra, ubarana e xerelete; Ilhas Pai e Mãe — corvina, papa-terra, xerelete e marimbá.

Gilberto Ohoishi

(22)- 99839-6442: em Arraial do Cabo, na Praia Grande — peruá, pargo, olho-de-cão, xerelete e pitangola; Ponta do Focinho — maria-mole, castanha, goete e lanceta; largo da Praia da Ilha (Boqueirão) — pargo, olho-de-cão, xerelete, pitangola e peruá; Boca da Barra — castanha, maria-mole e goete; Saco do Cherne — pargo, olho-de-cão e xerelete; Ponta da Prainha — maria-mole, pargo, cavalinha e espada.

Você pode gostar