Mata-leão! Ricardo Libório, pai e herói

Pela filha, ele volta às competições após mais de dez anos

Por O Dia

Ricardo Libório com a filha Bella%3A motivação para voltar a competirarquivo pessoal

Rio - Só o amor é capaz de fazer Ricardo Libório voltar às competições após mais de dez anos. Aproveitando o Dia dos Pais, neste domingo, o casca-grossa, faixa-preta do mestre Carlson Gracie, revela que a motivação para lutar no ADCC Brasil - campeonato de submission -, dia 29, em São Paulo, é sua filha, a pequena Bella, de 6 anos. Deficiente visual, a menina dá os primeiros passos no jiu-jítsu e está adorando o ambiente que tem se criado com o combate do paizão com Zé Mario Sperry.

“Aceitei lutar pela minha filha. A Bella é minha maior motivação. A vida dela vai sempre ser uma eterna luta, então queríamos que ela vivenciasse essa atmosfera de treinos, da vida regrada de um atleta. Isso tudo me fez aceitar o desafio e voltar a competir depois de tantos anos me dedicando à carreira de treinador, líder de academia e empresário”, disse à coluna o fundador da American Top Team, de 48 anos.

“Sinto que a Bella está feliz com isso, tem se dedicado ainda mais aos treinos por saber que o pai dela também está fazendo o mesmo”, acrescenta, satisfeito, o pai e herói.

Glover vai ter trabalho contra Saint Preux

Após duas derrotas consecutivas no UFC, Glover Teixeira ganhou a missão de se reabilitar no show contra o duro Ovince Saint Preux, neste sábado, em Nashville (EUA). Campeão peso-pesado, Fabrício Werdum está na torcida, mas não mostra otimismo: “O adversário do Glover é muito forte, para mim é como o Jon Jones. Vou torcer para o brasileiro, mas será uma luta bem complicada.”

TUF Brasil garantido no ano que vem

O presidente do UFC, Dana White, confirmou a realização de uma nova temporada do reality show "The Ultimate Fighter Brasil" no ano que vem. O programa tem se mostrado instável nos últimos anos, com queda na audiência da Rede Globo: “O TUF tem sido incrível. Encontramos vários talentos, a repercusão foi ótima e a estamos muito felizes. O TUF não vai sair daqui.”

Menção honrosa

Marlon Moraes bateu Sheymon Moraes, no dia 1º, e manteve o título dos galos do WSOF. Merece muito!

Últimas de Esporte