Goleiro David De Gea revela que não se negou a jogar pelo Manchester United

Espanhol e o técnico Louis Van Gaal não estão se entendendo

Por O Dia

Inglaterra - David de Gea, goleiro espanhol do Manchester United, não se negou a jogar no encontro da primeira rodada do Campeonato Inglês perante o Tottenham, como garantiu o técnico holandês Louis Van Gaal, e não tem pensado em forçar sua transferência.

De Gea está queimado com o treinador Van GaalReuters

De Gea se mantém em tensa espera para cumprir com seu desejo de ser contratado pelo Real Madrid. Fontes ligadas ao goleiro informaram à Agência Efe que a queda de braço entre o Manchester United e a entidade presidida por Florentino Pérez está provocando mentiras que afetam a reputação do jogador.

"Nosso treinador de goleiros, Frans Hoek, se reuniu com De Gea e perguntou: 'Quer jogar?' e ele respondeu 'não'. Depois eu tive que tomar a decisão", afirmou Van Gaal, revelando um fato que segundo De Gea nunca ocorreu.

O goleiro espanhol admitiu que existiu essa conversa com o treinador de goleiros, mas assegura que nunca se negou a jogar. Desde então teve que treinar dois dias com a segunda equipe do Manchester United, um fato que pode ser interpretado como castigo ou medida de força de Van Gaal.

O técnico holandês também não convocou o goleiro para a segunda rodada do Campeonato, na qual o Manchester ganhou do Aston Villa (0-1) em Birmingham e De Gea decidiu não comparecer no estádio para ver de perto seus companheiros.

A intenção de De Gea é acatar as decisões tomada pelo seu atual treinador enquanto espera que os dois clubes alcancem um acordo. A oferta de renovação do Manchester United é economicamente superior a do Real Madrid, mas o desejo do goleiro é retornar à Espanha e jogar às ordens de Rafa Benítez.

Últimas de Esporte