Victor Penalber supera número um do ranking e ganha o bronze no Mundial

Agressivo, carioca parte para cima de georgiano e conquista a a segunda medalha do Brasil em Astana, no Cazaquistão

Por O Dia

Cazaquistão - O carioca Victor Penalber conquistou nesta quinta-feira a segunda medalha brasileira pelo Mundial de judô, levando o bronze ao superar o georgiano Avtandili Tchkirishvili, o atual número um do ranking internacional da categoria meio médio, em Astana, no Cazaquistão.

Victor Penalber é medalha de bronzeSaulo Cruz / Exemplus / COB

Agressivo, o brasileiro partiu para cima de Tchkirishvili, que havia iniciado a disputa como atual campeão mundial. Dominante no combate, forçou três punições ao adversário e levou uma que medalha confirma sua evolução nos últimos anos. Atual sexto colocado até 81kg, o judoca foi o nono colocado no Mundial de 2013 e ficou em sétimo na temporada passada.

A medalha de Penalber foi a segunda brasileira em tatames cazaques, depois de Érika Miranda conquistar o bronze entre as judocas até 52kg. No Mundial de 2014, os judocas brasileiros conquistaram um ouro, uma prata e dois bronzes, valendo o terceiro lugar no geral, empatado com Cuba.

Penalber, que havia ficado com o bronze no Pan-Americano de Toronto, fez excelente campanha em Asatana, avançando em sua chave até perder pelas quartas de final para o francês Loic Pietri, campeão mundial em 2013 e novamene finalista neste ano - ele ficou com a prata, derrotado pela sensação japonesa Takanori Nagase. Depois, pela repescagem, bateu Valeriu Duminica, da Moldávia, por ippon.

Além de subir ao pódio pela primeira vez, Penalber ainda conseguiu se distanciar do compatriota Leandro Guilheiro no ranking, de olho em uma vaga para as Olimpíadas do Rio 2016. Guilheiro, que é o nome mais célebre da categoria com duas medalhas olímpicas no currículo, ainda não reencontrou a melhor forma depois de ficar duas temporadas parado, passando por diversas intervenções cirúrgicas no joelho. Ele venceu suas duas primeiras lutas nesta quinta, mas acabou perdendo para o sul-coreano Seungsu Lee, eliminado por acúmulo de punições.

Entre as mulheres, Mariana Silva acabou eliminada logo em sua primeira luta nesta quinta, contra a chinesa Junxia Yang, a 16ª colocada do ranking mundial.

Fonte: iG

Últimas de Esporte