Por renata.amaral

Espanha - O Real Madrid divulgou comunicado nesta segunda-feira, tentando explicar a negociação pelo Manchester United, envolvendo os goleiros David de Gea e Keylor Navas, em que culpa o clube inglês por lentidão em todo o processo.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e jogos: os destaques do futebol internacional

De Gea estava na mira do Real MadridDivulgação

De acordo com o que aponta a equipe 'blanca', a "operação De Gea", não foi completada porque os Diabos Vermelhos incluíram, no sistema internacional de transferências os dados sobre o acerto no último minuto da janela espanhola.

Com isso, o Real Madrid encontrou o chamado TMS fechado, quando tentou inserir as informações necessárias para finalizar o acordo. Assim, os dados sobre a contratação de De Gea foram emitido após o prazo, o que inviabilizou o fim da novela.

O clube espanhol ainda destaca que o Manchester United só abriu negociações pelo goleiro neste 31 de agosto, e que o acordo foi rápido, com a inclusão de costarriquenho Keylor Navas, que se transferiria para o United.

A primeira queixa dos dirigentes do Real Madrid é pela demora na devolução da proposta de contrato feita pelo clube espanhol, pela equipe de Manchester. Ao todo, foram oito horas para revisar e comentar as cláusulas do acordo de transferência.

Os 'blancos' aceitaram todas as recomendações do time inglês rapidamente, mas o acerto entre United e Navas só saiu quando faltavam sete minutos para o fim da janela espanhola, mas os dados da operação envolvendo De Gea só foram lançados à meia-noite de ontem (no horário da Espanha).

Com isso, o Real Madrid só pôde acessar o TMS dois minutos após o encerramento do período de transferências, ficando impossibilitado de fazer acesso e também de finalizar a negociação para ter o goleiro espanhol.

Apesar de não inscrever o jogador no sistema internacional de transferências, o clube enviou os contratos para a Liga de Futebol Profissional da Espanha, tentando abrir margem para o registro fora do prazo, o que não foi possível.

"Definitivamente, o Real Madrid fez tudo o que foi necessário, durante o todo o tempo, para concretizar estas duas transferências", encerra a nota divulgada pela diretoria 'blanca'.

O desfecho, assim, fará com que De Gea permaneça no Manchester United, e Keylor Navas no Real.

Você pode gostar