Brasil bate a Costa Rica no penúltimo teste para as Eliminatórias da Copa

Hulk, que não era convocado havia um ano, fez o gol da vitória

Por O Dia

Estados Unidos - No penúltimo teste de olho nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, a seleção brasileira bateu a Costa Rica, neste sábado, por 1 a 0, nos Estados Unidos. Não foi uma exibição de empolgar. Dunga aproveitou o amistoso para avaliar opções ofensivas. O técnico não contará com Neymar na estreia nas Eliminatórias, contra o Chile, no dia 08 de outubro - o craque está suspenso. Até por isso o craque do Barcelona começou o duelo no banco.

Hulk%2C que ficou afastado da Seleção por mais de um ano%2C marcou o gol do BrasilRafael Ribeiro / CBF / Divulgação

Hulk não era convocado desde setembro de 2014 - na ocasião, não pôde jogar pela Seleção, voltou rapidamente no Zenit e foi preterido por Dunga. O atacante aproveitou a nova oportunidade e fez o gol da vitória da Seleção. Outros que voltaram a ter uma chance foram Lucas, do PSG, e Kaká, do Orlando City.

Sem poder contar com Neymar nas Eliminatórias, Dunga tenta achar o ataque ideal. Não à toa ele testou Lucas, Willian, Douglas Costa, Hulk e Kaká. Lucas Lima e Philippe Coutinho se revezaram na armação. A Seleção fará o último teste nesta terça-feira, às 21h40 (horário de Brasília), contra os Estados Unidos, em Massachusetts.

A Seleção encarou a Costa Rica neste sábado%2C nos Estados UnidosRafael Ribeiro / CBF / Divulgação

O começo contra a Costa Rica foi promissor. O Brasil partiu para cima e logo teve duas chances de marcar (Hulk cobrou falta com força - Pemberton espalmou - e David Luiz, livre, dentro da área, finalizou para defesa do goleiro rival). Aos nove, a Seleção abriu o placar com Hulk, que ganhou da zaga e chutou de esquerda. Porém, o ritmo diminuiu e o time brasileiro deixou de criar.

No segundo tempo, o Brasil teve uma ajudinha da arbitragem. Bryan Ruiz foi lançado e chutou com força para o fundo da rede. Porém, o gol foi anulado equivocadamente. A arbitragem assinalou impedimento, mas a posição do atacante era legal. A Seleção também teve um gol mal anulado. Douglas Costa tinha condição antes de chutar de primeira e marcar.

Dunga, então, começou a fazer testes e mudanças. Kaká, Phillipe Coutinho e Elias entraram. Após cruzamento de Kaká, Douglas Costa parou em Pemberton. Depois foi a vez de Neymar e Rafinha irem a campo. O Brasil tinha maior posse de bola, mas não criava chances reais.

Últimas de Esporte