Itália conta com policial no Raia Rápida

Mirco di Tora prendeu ladrão de casa

Por O Dia

Rio - Estreante na disputa da Raia Rápida, que será realizada no domingo, no Mourisco Mar, a equipe italiana de natação conta com integrantes inusitados. Entre os quatro atletas há um modelo e um policial. Mas o esporte é a prioridade de ambos e os resultados estão aí para comprovar. Luca Dotto foi medalhista de bronze no Mundial da Rússia, este ano, tirando inclusive a medalha do Brasil no revezamento 4x100m. Quando não está nas piscinas, é modelo da famosa grife Armani.

Mirco di Tora é uma das atrações da Raia RápidaSatiro Sodré / SSPress

Mas quem chama mais a atenção é Mirco di Tora, recordista italiano nos 50m e 100m costas. Policial, apesar de não exercer a profissão - em situação parecida com a dos atletas brasileiros que são ligados às Forças Armadas -, certa vez efetuou a prisão de um ladrão que invadiu a casa onde dormia, em Bolonha, em 2010.

“Estava na cama, de cueca, e o indivíduo entrou no meu quarto pensando que a casa estivesse vazia. O meu instinto natural foi sair do lençol e correr para prendê-lo. Só que ele fugiu e saí direto pela rua. A cena era divertida porque ele escapava e eu corria atrás, de cueca. Eu parecia um maníaco. Estava muito frio, com neve. E eu de cueca!”, conta, aos risos, Mirco.

Apesar de se dedicar quase exclusivamente à natação, Di Tora pretende seguir a carreira de policial quando pendurar a touca e os óculos: “Na Itália, o Estado investe nos jovens atletas, arruma um emprego e o deixa praticar esporte se os resultados forem bons. No futuro, na hora de se aposentar, a gente pode se manter no emprego. Acho que seguirei como policial, meu pai era e me agrada a ideia.”

Últimas de Esporte