Maradona detona Blatter e Platini e crava: 'Ainda falta mais gente ser presa'

Ídolo argentino ainda reafirmou seu apoio ao príncipe jordiniano, Ali Bin al-Hussein à presidência da Fifa

Por O Dia

Argentina - Diego Maradona voltou a mostrar que a língua segue afiada e, em entrevista publicada nesta terça-feira pelo jornal esportivo argentino "Olé", disparou contra o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e o da Uefa, Michel Platini.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e jogos: os destaques do futebol internacional

"Eu já falei, que um homem que está do lado de um corrupto como Blatter, não pode se fazer de tolo. Platini, lembremos, disse que iria se afastar da Fifa como estratégia, e que iria ajudar o princípe Ali, mas é um mentiroso", garantiu o ídolo argentino.

Maradona falou sobre as prisões da FifaEfe

Maradona confirmou o apoio ao jordaniano à presidência da federação internacional e disparou contra o poder estabelecido, com uma de suas famosas frases de impacto: "Ainda falta mais gente ser presa na Fifa", disparou.

Segundo 'El Pibe', seu candidato é o único que poderá mudar a imagem da entidade. O ex-jogador ainda assegurou que estará presente na eleição presidencial, mostrando certeza na vitória do princípe jordaniano.

"Sigo apoiando o projeto de Ali Bin al-Hussein para tornar a Fifa transparente. Vocês verão o traje de gala que vestirei para ir à Fifa e ganhar", cravou Maradona.

Últimas de Esporte