Blatter recorre à Justiça na tentativa de continuar no comando da Fifa

Impedido de atuar como presidente da entidade por 90 dias, suíço entra com recurso para que punição seja revogada

Por O Dia

Rio - O suíço Joseph Blatter, que foi suspenso da presidência da Fifa por 90 dias, entrou com um pedido para que a punição, apresentada nesta quinta-feira pelo Comitê de Ética da Entidade, seja invalidada.

Blatter está afastado da presidência da FifaReuters

Em sua defesa, o dirigente considerou que foi tratado de maneira injusta pelo Comitê, solicitando que seja realizada uma audiência. As informações são do jornal americano "The New York Times".

LEIA MAIS: Blatter diz estar 'decepcionado' com Comitê de Ética após suspensão

Após a confirmação da punição, os advogados de Blatter, tanto na Suíça quanto nos Estados Unidos, divulgaram um comunidado deixando claras a "decepção e inconformidade" do dirigente com a decisão do Comitê, que realizou a sanção sem ao menos tê-lo escutado.

LEIA MAIS: Substituto de Joseph Blatter também já foi acusado de corrupção

No comunicado os advogados ainda disseram que Blatter aguarda a oportunidade de provar que não cometeu irregularidades e que a a punição foi baseada em um "mal-entendido" das ações tomadas pelo procurador-geral da Suíça.

Blatter, que preside a Fifa desde o ano de 1998, foi processado pela Promotoria da Suíça no fim do mês de agosto devido a suspeitas de abuso de confiança e deslealdade na gestão. Além disso, é investigado um suposto pagamento irregular, no valor de dois milhões de francos, feito ao presidente da Uefa, Michel Platini.

Fonte iG