Daniel Alves afirma que Seleção está pagando o pato por problemas políticos

Segundo o lateral-direito, o pouco apoio dos brasileiros tem outros fatores

Por O Dia

Ceará - O lateral-direito Daniel Alves, do Barcelona, pediu que os torcedores não misturem o momento da seleção brasileira com a situação política do país.

“Somos a linha de frente dos disparos. Quem representa o país e veste a camisa fica sujeito a isso. Não conseguiríamos dar sequência à nossa vida se ficássemos preocupados com os tapas que recebemos”, advertiu o jogador.

Daniel Alves afirma que fatores externos prejudicam moral da SeleçãoDivulgação

“Sabemos que a credibilidade da Seleção não é a mesma, mas estamos buscando essa estabilidade, retomar essa confiança. A Seleção não pode pagar o pato. Se eu pudesse pedir algo, seria isso. Estamos pagando pela revolta do povo brasileiro com outras coisas”, acrescentou.

Cerca de mil torcedores acompanharam a parte final do trabalho da Seleção no Estádio Presidente Vargas. Os mais aplaudidos pela torcida foram dois ex-jogadores: o preparador de goleiros Taffarel e o auxiliar pontual Cafu, campeões mundiais.

Últimas de Esporte