Carlos Miguel Aidar oficializa sua renúncia da presidência do São Paulo

Dirigente deixa presidência do clube após série de polêmicas. Leco assume e convocará novas eleições em até 30 dias

Por O Dia

São Paulo - Carlos Miguel Aidar não é mais presidente do São Paulo. Depois de comunicar publicamente sua intenção de deixar o cargo e de enviar um e-mail se despedindo de todos os funcionários do clube, o ex-mandatário entregou sua carta de renúncia na tarde desta quinta-feira.

No e-mail, enviado pela manhã, ele lamentou não poder se despedir pessoalmente de todos e pede que continuem trabalhando em prol do clube.

Carlos Miguel Aidar deixou a presidência do São PauloReprodução Internet

Ainda na parte da manhã, Aidar cancelou uma reunião com ex-membros de sua diretoria e líderes políticos do clube, que estava marcada para esta terça, às 18h, na qual ele apresentaria sua versão do desentendimento com Ataíde Gil Guerreiro, demitido na última semana, e também sobre as denúncias realizadas contra ele.

Com a renúncia de Aidar, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, presidente do Conselho Deliberativo, assume o comando do clube e terá 30 dias para convocar novas eleições, na qual ele concorrerá ao mandato até abril de 2017. Não se tem informações oficiais de outros candidatos.

Com isso, se encerra o terceiro mandato de Carlos Miguel Aidar no São Paulo. Eleito com o apoio de seu antecessor Juvenal Juvêncio, permaneceu no cargo por 1 ano, 5 meses e 28 dias, colecionando brigas e polêmicas.

Confira a íntegra do e-mail enviado nesta manhã por Aidar aos funcionários do clube:

Prezados colaboradores,

Acreditando que estejam acompanhando o noticiário, informo que nesta data me desligarei da presidência do São Paulo F.C.

Impossibilitado, naturalmente, de agradecer pessoalmente a cada um de vocês, faço-o por meio desta mensagem, na expectativa que sigam seus trabalhos em prol do Clube que servimos.

Um forte abraço e muito obrigado.

Carlos Miguel

Últimas de Esporte