Federação Inglesa retira apoio a Platini e sua candidatura perde na Europa

Investigado por corrupção, presidente da Uefa era o favorito a vencer a eleição de fevereiro, mas perdeu apoio importante

Por O Dia

Inglaterra - A Inglaterra retirou seu apoio à candidatura de Michel Platini à presidência da Fifa. Alegando que a descoberta de novas informações sobre o pagamento de propina que o levou a ser suspenso provisoriamente por 90 dias do futebol mundial, a FA (Associação de Futebol da Inglaterra) não está mais ao lado do presidente da Uefa.

Platini perdeu o apoio da InglaterraEfe

Em julho, a FA foi uma das primeiras federações a endossar publicamente a campanha de Platini. Dada a suspensão, ela é agora a primeira a se declarar contrária à sua candidatura.

Platini é acusado de receber em torno de 2 milhões de francos suíços (cerca de RS 10 milhões) da Fifa em 2011 por um serviço prestado a Joseph Blatter entre 1998 e 2002. A distância entre os pagamentos e a data do serviço é alvo de investigação. Platini diz que o dinheiro é legal. A suspeita é que, na verdade, o valor teria sido pago por Blatter para que Platini não concorresse à presidência da Fifa em 2011.

Sem apoio da Inglaterra, Platini perde muita força no seu desejo de ser presidente da Fifa. Até o dia 26 de outubro, todos os candidatos devem apresentar o apoio de pelo menos cinco federações nacionais para poder concorrer. Até agora, apenas o Príncipe Ali, da Jordânia, oficializou sua candidatura.

No dia 20, terça-feira, a Fifa se reúne extraordinariamente para debater uma nova data para a eleição, a priori marcada para o dia 26 de fevereiro.

Fonte: iG

Últimas de Esporte