Secretário-geral da Uefa será candidato à Fifa caso Platini continue suspenso

Platini aguarda analise sobre recurso contra sanção temporária de 90 dias imposta pelo Comitê Disciplinar da Fifa

Por O Dia

Suíça - A Uefa apresentará seu secretário-geral, o italiano Gianni Infantino, como candidato nas próximas eleições da Fifa se o presidente da entidade máxima do futebol europeu, Michel Platini, seguir suspenso, informou nesta segunda-feira a edição digital do jornal esportivo francês "L'Équipe".

Infantino pode substituir Platini na corrida pela FifaDivulgação

Citando várias fontes não identificadas, o "L'Équipe" afirma que a Uefa vai divulgar seu "plano B" depois de uma reunião de urgência do Comitê Executivo da entidade convocada para esta segunda-feira, por meio de uma videoconferência, após ter apresentado a proposta a Platini na última semana.

Segundo o jornal francês, Infantino, advogado de formação, já teria até mesmo se reunido com representantes da Confederação Asiática de Futebol (AFC) em Doha para falar de sua candidatura.

Caso Platini consiga reverter a suspensão de 90 dias imposta pela Fifa, Infantino desistiria de sua candidatura, conforme o "L'Équipe", que destaca o desejo da Uefa em ter um postulante próprio ao cargo ou "ao menos um meio para influenciar na escolha".

Platini aguarda que o Comitê de Apelação da Fifa analise seu recurso contra a sanção temporária imposta pelo Comitê Disciplinar da Fifa, enquanto a própria entidade máxima do futebol e a Justiça da Suíça investigam o pagamento de 2 milhões de francos suíços feito por Joseph Blatter, igualmente punido, ao presidente da Uefa.

Últimas de Esporte