Jornal faz lista com piores contratações do Barcelona e põe Douglas e Dinamite

Relação preparada pelo 'Mundo Deportivo' conta com o lateral ex-São Paulo e outros três brasileiros

Por O Dia

Douglas fez apenas três jogos como titular e sofreu uma fratura no pé direito, que o forçará a ficar fora dos gramados por dois mesesEfe

Espanha - Depois de dar um 'carrinho' em um gandula e se lesionar em partida pela Copa do Rei na última quarta-feira, o lateral Douglas conseguiu entrar numa lista histórica do Barcelona. Daquelas que todo jogador quer evitar, na verdade. O jornal "Mundo Deportivo" já o coloca entre as contratações do clube catalão que se demonstram um fiasco.

Contratado em agosto do ano passado, partindo então para sua segunda temporada, o atleta revelado pelo Goiás e com passagem pelo São Paulo foi titular em empate sem gols com o Vilanovense, time da terceira divisão espanhola. Foi apenas a terceira vez que ele começou jogando. Por azar, sofreu uma fratura no pé direito, que o forçará a ficar fora dos gramados por dois meses.

Para o diário, intimamente ligado aos bastidores do clube, foi o bastante para ele ser entrar na lista de "contratações-rãs " do clube. Como assim? É uma simples referência à inversão da fábula do sapo que vira príncipe. Aqui, estão falando dos supostos príncipes contratados, mas que viraram sapo. Ou mico, no caso.

O curioso é que na relação elaborada pelo "Mundo Deportivo" constam outros três brasileiros, com direito ao legendário centroavante vascaíno, Roberto Dinamite. Os outros foram dois volantes revelados pelo Internacional: Cleo e Fábio Rochemback.

Dinamite foi transferido para o Barça em 1979, com a temporada já em andamento. Em sua estreia, marcou logo dois gols. Mas foram os únicos em uma curta estadia, que durou nove partidas, até retornar ao Vasco.

Cleo chegou ao clube em 1981 para substituir o alemão Bernd Schuster, lesionado. Jogou apenas 90 minutos em um amistoso e ficou mais famoso por ter casado em Barcelona, tendo Joan Gaspart como padrinho. Retornou imediatamente ao Inter e ainda defendeu Palmeiras, Sport, entre outros. Rochemback foi um caso muito mais recente, ficando na Catalunha de 2001 a 2003, sendo companheiro de Rivaldo. Gaspart era o presidente na época. Custou caro e "teve rendimento nulo", segundo avaliação do jornal.

O croata Robert Prosine?ki, o português Vitor Baia, o nigeriano Emmanuel Amunike, o francês Emmanuel Petit, o bielorrusso Alyaksandar Hleb e o camaronês Alex Song também estão entre os fiascos.

Fonte: iG

Últimas de Esporte