A disputa em 2º lugar

Rosberg conseguiu três vitórias para recuperar o moral e chegar forte na briga com Hamilton em 2016

Por O Dia

Rio - Rosberg conseguiu o que queria. Sem pressão, obteve as três vitórias para recuperar o moral e chegar forte na briga com Hamilton em 2016, algo que não acredito. A reta final apaga um pouco o desempenho patético em 2015. Até o GP dos EUA, o alemão era o pior do ano: não brigava por vitória e teve o vice ameaçado por Vettel. Só não era a maior decepção porque existe a McLaren. Mas depois relaxou e não deu chance a Hamilton. Ainda assim, ridícula a atitude da Mercedes de não permitir o inglês arriscar uma briga pelo primeiro lugar (Abu Dhabi e Brasil). A equipe queria melhorar o astral de Rosberg e lhe deu prioridade. Numa temporada sem emoção e domínio de Hamilton, uma briga de verdade na frente seria ótimo, mas não pensaram nisso. Que 2016 seja mais emocionante.

Nico Rosberg venceu mais um Grande PrêmioEfe

O MELHOR DO ANO

Hamilton foi tri, só que Vettel (foto) se destacou mais por ter carro bem inferior ao do inglês e conseguir três vitórias, duas sem contar com problema da Mercedes. Fora as grandes corridas que renasceram a Ferrari.

A REVELAÇÃO

Nasr foi a revelação de 2015. O jovem Verstappen deu show, mas errou demais. Já o brasileiro foi constante e andou bem, com um carro muito pior. E fez o triplo de pontos de seu companheiro.

Últimas de Esporte