Por fabio.klotz
Publicado 02/12/2015 11:31 | Atualizado 02/12/2015 11:32

França - O atacante Karim Benzema afirmou à Justiça da França que seu suposto envolvimento na chantagem ao seu companheiro de seleção, o meia Mathieu Valbuena, com um vídeo de conteúdo erótico foi um "grande mal-entendido". Em trechos do depoimento prestado por Benzema no último dia 5 de novembro em Versalhes e revelados nesta quarta-feira pelo jornal "Le Monde", o jogador disse que sempre teve intenção de ajudar. O artilheiro do Real Madrid disse, inclusive, que sequer viu o vídeo de Valbuena.

Benzema se defende das acusações de chantagem a ValbuenaReprodução Instagram

"Acredito que tudo isto seja um grande mal-entendido. A princípio, eu só queria estar ciente da história e ajudá-lo, porque tinham feito algo do mesmo estilo comigo. É uma pessoa que joga comigo na seleção da França, é um amigo", disse Benzema à juíza Nathalie Boutard, segundo o "Le Monde".

Benzema explicou que soube da existência do vídeo por meio de um desconhecido conhecido de seu amigo Karim Zenati, cerca de três semanas antes da conversa que teve com Valbuena em Clairefontaine. O atacante nega ter pedido ao companheiro para pagar os chantagistas para que o vídeo não fosse divulgado.

"Quando comecei a dizer para ele que havia um vídeo, que ele podia contar comigo, que eu podia ajudá-lo. Então, ele começou a me fazer perguntas sobre esse tipo de coisa. Eu disse que tudo dependia dele e que havia alguém que também podia tentar ajudá-lo. Era Zenati", disse Benzema, citando seu amigo, que também é acusado.

O atacante do Real Madrid teve que explicar, além disso, o tom de suas conversas com Zenati, que, segundo ele, foram mal interpretadas. "Pode escutar como falo às vezes por telefone. Eu me excedo um pouco, brinco, mas só falo de ajuda (...) Às vezes você diz qualquer coisa por telefone, mas só falamos de ajudar. Se fizesse parte desse grupo (de chantagistas), eu não falaria com Karim (Zenati)", disse.

Benzema afirmou que todas as informações repassadas a Valbuena sobre o vídeo foram baseadas nos relatos de Zenati, porque confiava no amigo. E lamentou a reação e a angústia de Valbuena.

"Não fiquei bem. É alguém que eu aprecio", acrescentou o jogador, ressaltando que nem ele nem Zenati, funcionário de sua empresa, precisam de dinheiro. O artilheiro francês falará publicamente sobre o caso pela primeira vez nesta quarta-feira, em entrevista transmitida pela emissora "TF1".

Você pode gostar