Por jessica.rocha
Publicado 17/12/2015 22:09 | Atualizado 17/12/2015 23:08

Estados Unidos - A Tempestade Brasileira segue fazendo história no mundo do surfe. Após a conquista de Gabriel Medina em 2014, foi a vez de Adriano de Souza, o Mineirinho, garantir o segundo caneco para o Brasil no Circuito Mundial. O brasileiro, que tinha em seu pé o australiano Mick Fanning, contou com a ajuda de Medina, que derrotou o rival e ajudou o amigo, para garantir o feito histórico em Pipeline. 

Mineirinho conquista o título mundial em PipelineDivulgação

A caminhada rumo ao título não foi nada fácil para Mineirinho, já que ele tinha os compatriotas Filipe Toledo e Gabriel Medina como rivais. Mas a pedra no sapato mesmo viria da Austrália: Mick Fanning estava em busca do tetracampeonato e não deu sossego para a Brazilian Storm durante os circuitos. 

Mas, na tarde desta sexta-feira, o mar estava mesmo para Adriano de Souza. O Mineirinho contou com a ajuda de Medina, que eliminou Fanning e deixou o amigo a apenas uma bateria do título. Dito e feito: em duelo contra Mason Ho, pela semifinal, Mineirinho não só venceu o rival, como garantiu que o título ficasse no Brasil. 


Você pode gostar