Messi fatura a Bola de Ouro da Fifa; Neymar fica em terceiro lugar

Craque argentino é o melhor do mundo pela quinta vez

Por O Dia

Suíça - O favoritismo se confirmou: Messi ganhou, nesta segunda-feira, a Bola de Ouro da Fifa. É a quinta vez que o craque argentino é eleito o melhor jogador do mundo. Muito? Na verdade, pouco para o talento de um atleta que não se cansa de fazer gols e ganhar títulos com a camisa do Barcelona. Ele recebeu o prêmio das mãos de Kaká, último brasileiro a ganhar o prêmio de melhor do mundo. Neymar ficou em terceiro, atrás de Cristiano Ronaldo.

Messi fatura a Bola de Ouro da FifaEfe

"É um momento muito especial para mim, pode voltar e ganhar uma Bola de Ouro. Nos últimos dois anos foi para o Cristiano Ronaldo. É incrível que seja a quinta vez. Eu sonhei com esse prêmio quando era pequeno. Queria agradecer as pessoas que votaram em mim e agradecer muito o futebol por tudo de bom e até as coisas ruins que vivi, porque elas são importantes para evoluir. Muito obrigado a todos", discursou Messi, eleito o melhor do mundo em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015.

FOTOGALEIRA: Messi leva a Bola de Ouro; Neymar fica em terceiro

O argentino ganhou a eleição com 41,33% dos votos. Cristiano Ronaldo recebeu 27,76% dos votos, enquanto Neymar somou 7,86%.

Neste ano, a disputa entre Messi e Cristiano Ronaldo foi ameaçada por um brasileiro. Neymar se meteu entre os melhores do mundo e mostra que pode acabar, em breve, com a hegemonia recente do argentino e do português.

LEIA MAIS: Wendell Lira supera Messi e fatura o prêmio de gol mais bonito de 2015

O prêmio coroa o ano de Messi, recheado de gols e títulos, como Espanhol, Liga dos Campeões e Mundial, pelo Barcelona.

Seleção de 2015

A Fifa também indicou a seleção de 2015, com Neuer (Bayern de Munique); Daniel Alves (Barcelona), Thiago Silva (PSG), Sergio Ramos (Real Madrid) e Marcelo (Real Madrid); Pogba (Juventus), Iniesta (Barcelona) e Modric (Real Madrid); Neymar (Barcelona), Messi (Barcelona) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid).

Outros prêmios

O ano vitorioso do Barcelona também foi fundamental para Luis Enrique, eleito o técnico de 2015. No feminino, Jill Ellis, da seleção dos Estados Unidos, faturou o prêmio. Carli Llody, também norte-americana, levou o prêmio feminino de melhor jogadora do mundo.

Últimas de Esporte