De Goianésia para o mundo do futebol

Ganhador do prêmio Puskas, Wendell Lira vira manchete dos principais jornais do mundo

Por O Dia

Suíça - Davi brasileiro que derrotou o Golias argentino foi notícia no mundo. A história de Wendell Lira, vencedor do prêmio Puskas de gol mais bonito de 2015, comoveu o planeta e ofuscou a quinta bola de ouro conquistada por Messi. Jornais como o ‘New York Times’, dos Estados Unidos, o ‘Clarín’ e o ‘Olé’, da Argentina, o ‘As’ e o ‘Marca’, da Espanha, entre outros, destacaram o feito de Wendell Lira e sua história de vida.

O baixinho colocou Goianésia no mapa-mundi e a cidade de 65 mil habitantes vai agradecê-lo. O prefeito, Jalles Siqueira, prometeu mundos e fundos ao jogador — ganhará estátua, selo e chave da cidade.

“Esse prêmio do Wendell foi o maior marketing mundial que Goianésia já teve. O Wendell é um exemplo para todos nós pela sua garra e superação”, destacou o prefeito, que colocará a estátua em frente ao estádio da cidade, em entrevista ao iG.

Wendell Lira se emociona ao vencer prêmioEfe

Quando marcou o gol pelo Goianésia, Wendell recebia R$ 3 mil de salário e tinha dificuldades com as contas do mês — em 2012, chegou a largar o futebol para ajudar a mãe em uma lanchonete. Em novembro, porém, acertou com o Vila Nova, onde teve aumento e recebe R$ 18 mil.

Wendell era uma das grandes promessas do Goiás no início de carreira e chegou a ser convocado para a seleção brasileira sub-20. Aos 16 anos, o Milan fez uma proposta de R$ 6 milhões ao Goiás, que declinou. Os italianos, então, apostaram em Pato, companheiro de Seleção sub-20.

A primeira virada da carreira de Wendell Lira aconteceu no ano seguinte, quando teve grave lesão no joelho. O retorno foi difícil, acompanhado por muitas lesões musculares. Em 2010, novo drama e nova lesão no joelho. Mas o ‘Davi’ Wendell só precisava de uma pedra, ou melhor, uma chance, para mostrar que é um vencedor. Ela veio como prêmio Puskas.

CR7 precisa de 1h40m para receber o salário do goiano

Fã de Cristiano Ronaldo, Wendell Lira dividiu os holofotes com o craque português, segundo melhor jogador do planeta. Mas as comparações param por aqui. O goiano conseguiu um belo aumento ao assinar com o Vila Nova e agora recebe R$ 18 mil mensais. O português também recebe isso, só que em 1h40m de trabalho. O atacante do Real Madrid ganha R$ 7,7 milhões por mês do time espanhol.

Cifras à parte, Wendell Lira chega hoje a Goiânia e sonha com a recepção: “Acho que será emocionante. Estava falando com minha esposa que eu esperava, quando saí de Goiânia, praticamente ninguém no aeroporto. Algo mais simples. Não tenho noção do que vai acontecer no Brasil.”

‘Jeitinho brasileiro’ teria ajudado na votação

As redes sociais ajudaram no prêmio Puskas vencido por Wendell Lira. O site ‘Nãosalvo’, com mais de 3,7 milhões de seguidores, fez campanha para a eleição do goiano, que teve 46,7 dos mais de 1,6 milhão de votos. Thalles e Paulo Roberto, irmãos do jogador, não pararam de clicar no site da Fifa:

“Vários sites estavam apoiando o Wendell, então o pessoal nos passou algumas dicas para votar inúmeras vezes. Ou seja, de forma ilimitada. Nas minhas horas vagas ou até no meu descanso, eu ficava votando. Eu no computador, minha mãe no celular”, disse Paulo ao ‘Globoesporte.com’, embora a Fifa garanta que cada rede de computador oficializa só um voto.

Últimas de Esporte