Mascherano aceita condenação por fraude fiscal e busca acordo na Espanha

Pena é de um ano de prisão, mas volante do Barcelona já pediu para a detenção ser substituída por uma multa

Por O Dia

Espanha - O volante argentino Javier Mascherano, do Barcelona, aceitou nesta quinta-feira a condenação de um ano de prisão, por fraudar 1,5 milhão de euros (R$ 6,68 milhões) da Fazenda espanhola e já pediu para a justiça do país suspender a detenção, substituindo por multa de 21,6 mil euros (R$ 96,2 mil).

Mascherano já pediu para a justiça espanhola suspender a detençãoEfe

O julgamento do atleta, vice-campeão mundial no ano passado, no Brasil, durou apenas 10 minutos, sendo encerrado com acordo com a promotoria e a Advocacia do Estado, após a devolução aos cofres públicos da quantia.

A sentença condena Mascherano a um ano de prisão por dois crimes contra a Fazenda Pública, nos exercícios dos anos de 2011 e 2012, além de impor multa de 815 mil euros (R$ 3,63 milhões) e proibí-lo de obter subvenções públicas e incentivos fiscais durante a pena.

Logo após a leitura da sentença, os advogados de defesa do argentino, David Aineto e Diego Artacho, entraram com pedido pela substituição da prisão pela multa, o que permitiria, inclusive, o cancelamento dos antecedentes penais do atleta.

Últimas de Esporte