Bruno Soares vence nas duplas e Brasil vai à final na Austrália após 51 anos

Ao lado de Jamie Murray, tenista mineiro avança com facilidade para a decisão do Grand Slam e iguala marca para o país

Por O Dia

Austrália - Bruno Soares se tornou nesta quinta-feira o segundo brasileiro a se garantir em uma final do Aberto da Austrália, ao vencer, com o britânico Jamie Murray, os franceses Adrian Mannarino e Lucas Pouille. A dupla, cabeça de chave número 7, avançou com extrema facilidade, levando a melhor por 2 sets a 0, com parciais de 6-3 e 6-1, em apenas 56 minutos.

Com o resultado, Soares e Murray, que fazem primeira temporada juntos, pegarão na decisão o canadense Daniel Nestor e o tcheco Radek Stepanek, que superaram espanhol Marcel Granollers e o uruguaio Pablo Cuevas por 2 sets a 0, com 7-6 (11) e 6-4.

O tenista mineiro quebrou nesta quinta-feira um jejum de 51 anos do Brasil no Aberto da Austrália. A última vez do país em uma decisão foi em 1965, quando Maria Esther Bueno encarou e perdeu para a australiana Margaret Court. A maior tenista da história do tênis brasileiro já havia ido a uma decisão deste Grand Slam em 1960, no torneio de duplas, conquistando o título com a britânica Christine Truman Janes, graças à vitória sobre dupla da casa, formada justamente por Court e Lorraine Coghlan Robinson.

Últimas de Esporte