Técnico da Roma não vê o Real Madrid favorito no duelo na Liga dos Campeões

'Cada time terá 50% de chance de passar', diz técnico italiano

Por O Dia

Itália - O técnico italiano Luciano Spalletti, da Roma, descartou nesta terça-feira que o Real Madrid seja favorito absoluto no duelo que as duas equipes farão, a partir desta quarta-feira, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

"Cada time terá 50% de chances de passar para a fase seguinte", garantiu o comandante, que retornou ao clube da capital italiana em meados de janeiro, substituindo o francês Rudi Garcia.

Spalletti, que estava à frente da Roma na temporada 2007/2008, quando a equipe eliminou o Real Madrid, justamente nesta fase da competição, admitiu que o grupo atual está em patamar diferente ao daquela edição do torneio continental.

"Em 2008, o time estava mais acostumado a jogar junto e tinha uma forma de jogar muito bem conhecida pelos atletas. Agora, estamos crescendo, e esta será uma partida adequada para ver como estamos. Tenho confiança", garantiu Spalletti.

Questionado sobre as diferenças daquele Real, então comandado pelo alemão Bernd Schuster, o italiano garantiu que a equipe atual tem grande capacidade de contragolpear os adversários e que esse é um trunfo do francês Zinedine Zidane.

"O time de 2008 jogava mais com a bola, trocava mais passes. Sofria-se mais gradualmente com o estilo daquela equipe, mas esse Madrid é mais direto em determinados momentos. Eles aproveitam os espaços no contra-ataque e, em três segundos, podem criar perigo", avaliou o técnico da Roma.

Sobre o camisa 10 da equipe da capital italiana, Francesco Totti, Spalletti afirmou que existe possibilidade de utilização, mas que o assunto está sendo tratado com cautela e será necessária avaliação médica.

"Totti teve problemas físicos e não jogou contra o Carpi. Ontem treinou bem e hoje também, assim poderá entrar na convocação para a partida. Caso esteja entre os 18 relacionados, estará apto a jogar, dependendo da situação. A experiência será muito imporante para nós", garantiu.

Últimas de Esporte