Por pedro.logato

Estados Unidos - Uma das principais de tenistas da atualidade, a russa Maria Sharapova anunciou nesta segunda-feira, em entrevista coletiva, que foi flagrada no exame antidoping pela substância Meldonium durante o Aberto da Austrália, em janeiro. Segundo ela, a Federação Internacional de Tênis enviou uma carta informando sobre o exame na semana passada.

Sharapova assumiu o uso da substância, mas afirmou que ela era permitida pela Agência Mundial Antidoping até este ano. "Eu assumo total responsabilidade. É importante dizer que a substância não estava na lista de banidas até o ano passado. Eu tomei legalmente pelos últimos dez anos. Em janeiro, as regras mudaram, e a substância foi proibida e eu não sabia. É o meu corpo, é o que eu coloco dentro dele. Não posso culpar ninguém que esteja treinando comigo", afirmou a russa.

Maria Sharapova foi flagrada no exame antidopingEfe

Atualmente, Sharapova ocupa a sétima colocação no ranking de tenistas. Antes da coletiva de imprensa, o boato que circulava pelo mundo do tênis era que Sharapova anunciaria sua aposentadoria das quadras. A russa, de 28 anos, negou que tenha essa intenção. 

"Eu cometi um erro grande e decepcionei meus fãs e o esporte. Não quero terminar minha carreira desse modo e espero que eu tenha outra chance de jogar este jogo. Se eu fosse anunciar minha aposentadoria, não seria num hotel de Los Angeles e nesse carpete feio", brincou.

Em 2015, a Wada incluiu o Meldonium em lista de observação para determinar os efeitos na performance de atletas. Neste ano, a substância entrou na lista de proibidas devido “ao uso de atletas para aumentar a performance”, segundo a Wada. De forma geral, a substância é utilizada para tratar doenças como isquemia, que decorre da falta de circulação de sangue no corpo.





Você pode gostar