Brasileiro é indicado a prêmio de melhor treinador de base dos Estados Unidos

Gustavo Brasil já conquistou mais de 20 títulos no comando do Florida Rush Soccer, equipe de maior estrutura de base do país

Por O Dia

Rio - Quando chegou aos Estados Unidos, em 2013, para comandar as equipes masculinas de base do Florida Rush Soccer, Gustavo Brasil não esperava alcançar tamanho sucesso. Seus 21 títulos conquistados até hoje, sem contar os diversos campeonatos em que levou seu clube à final, o fizeram ganhar destaque na terra do Tio Sam. Tanto que seu nome foi indicado para ser o representante da Flórida na disputa do “Top Soccer Coach Award”, que numa tradução livre significa Prêmio de Melhor Treinador de Futebol, promovido pelo Encontro Geral Anual da FYSA - Federação de Categorias de Base dos EUA, instituição filiada à Federação de Futebol dos Estados Unidos. É a primeira vez que um técnico brasileiro concorre a esse prêmio. Caso o carioca de 39 anos conquiste a vaga regional, vai para a disputa com outros três treinadores, de outras três regiões.

“Essa indicação foi a coisa mais importante que já aconteceu na minha carreira. Esse é o principal prêmio dos Estados Unidos para quem investe seu conhecimento, seu tempo e seu amor ao esporte na formação de atletas. É uma honra muito grande representar o meu país numa premiação tão relevante”, afirma o Gustavo Brasil.

O treinador começou a ter contato com o esporte aos 8 anos, nas categorias de base do Flamengo, quando era apenas mais um menino que sonhava em ser jogador de futebol. Mas também foi mais um de tantos que veem esse sonho ser contrastado com a dura realidade da profissão. O tempo passou, Gustavo se profissionalizou, mas nunca teve chances em clubes grandes. Os mais conhecidos foram Bangu e Bonsucesso, ambos do Rio de Janeiro, mas a carreira se encerrou aos 21 anos, novamente no Flamengo, porém no futsal.

Mas o amor pelo esporte não o afastou dele. Ainda em 1998, saiu da função de comandado e passou a ser comandante. Desde então, toda sua carreira de treinador foi voltada para formação de atletas. Foi coordenador da Escola de Futebol Roberto Dinamite e passou 13 anos trabalhando ao lado de Zico, tanto nas categorias de base do CFZ, quanto nos projetos sociais e competições organizadas pelo Galinho, como a Copa Zico e a Copa da Amizade.

“O conhecimento adquirido nesses 13 anos ao lado do Zico foi muito importante para o trabalho que realizo hoje. Foi um período onde pude aprender muito ao lado de um dos grandes ídolos do futebol brasileiro e mundial”, elogia.

Toda essa experiência o fez ser chamado para comandar o maior clube de base dos Estados Unidos. O Florida Rush Soccer conta atualmente com mais de mil alunos, entre meninos e meninas, de 2 a 19 anos. Gustavo é o treinador das equipes masculinas do sub-12 e sub-18 e coordenador de atacantes de todas as categorias do clube. Sua relevância para a formação de atletas nos EUA tem sido tão grande que em 2015 ele recebeu duas premiações de destaque: Menção Honrosa pela Portuguese-Brazilian Awards, em um evento de gala realizado no Lincoln Center, em Nova Iorque; e Personalidade do Ano, pela Central dos Trabalhadores Imigrantes Brasileiros nos EUA (CTIB), em Boston.

“São momentos como esse que fazem valer a pena todo o esforço no dia a dia. Não é fácil comandar centenas de crianças, lidar com tantas personalidades diferentes, outra cultura, pais com pensamentos variados. Mas quando seu trabalho é reconhecido, mostra que sua parte está sendo feita da maneira correta para ajudar na formação de tantos jovens. O que me deixa orgulhoso de elevar o nome do meu país em terras estrangeiras”, diz Gustavo, emocionado.

Para quem carrega o nome de sua Terra Natal na identidade, Gustavo Brasil Ferreira tem tudo para fazer história e, após 22 anos, ser mais um brasileiro a levantar um troféu de futebol nos Estados Unidos.

Últimas de Esporte