Alemanha perde muitos gols, mas vence Irlanda do Norte e avança em primeiro

Tetracampeões mundiais conseguiram se classificar na Euro

Por O Dia

França - Alemanha desperdiçou um número tão grande de oportunidades de marcar que poderia ter lhe rendido uma ampla goleada, mas conseguiu vencer a Irlanda do Norte nesta terça-feira por 1 a 0, no estádio Parc des Princes, em Paris, e garantiu a liderança do grupo C da Eurocopa, pelo qual também avançou às oitavas de final a segunda colocada Polônia, que bateu a Ucrânia pelo mesmo placar. De quebra, os alemães carimbaram o passaporte à próxima fase de Croácia, Hungria e Eslováquia por outras chaves, no mínimo entre as melhores terceiras colocadas.

O único gol da partida foi marcado pelo centroavante Mario Góomez, escalado como titular pela primeira vez na partida da terceira rodada. O jogador da Fiorentina balançou as redes aos 30 minutos do primeiro tempo. Ele, Thomas Müller e Mario Götze, especialmente, foram os responsáveis pelas chances não-aproveitadas pelos campeões do mundo. Com a vitória, os alemães chegaram a sete pontos, assim como a Polônia, mas leva vantagem no saldo de gols.

Alemanha venceu e se classificouEfe

Os comandados de Joachim Löw aguardam a definição da lista dos quatro terceiros colocados que avançarão de fase para saber seu próximo adversário. O mais provável, de acordo com o cruzamento estabelecido pela Uefa, é que ele seja a Eslováquia, que ficou com o terceiro posto no grupo B. Outro rival possível, mas com chances bem menores de encontro, é a Albânia, terceira do grupo A. A Irlanda do Norte também está na mesma espera agoniante, já que tem três pontos, e precisa que dois dos três terceiros colocados que ainda serão definidos, dos grupos D, E e F, não superem os três pontos, para seguir com chance de avançar e encarar França ou País de Gales.

Como os norte-irlandeses estacionaram nos três pontos, igualando a pontuação da Albânia, terceira do grupo A, as seleções que tem quatro pontos atualmente e não correm risco matemático de ser lanterna de chave, estão nas oitavas. É o caso de Croácia, Hungria, além da Eslováquia, que já encerrou participação no grupo B. A Polônia é outra que se classificou, com a segunda colocação do grupo C. A seleção do Leste Europeu, além disso, é a protagonista do primeiro confronto definido na próxima fase, em que encarará a Suíça, vice-líder do grupo A.

Nas escalações para o jogo de hoje, a única seleção que apresentou novidades com relação aos primeiros jogo foi a Alemanha, escalada com Kimmich na lateral-direita, substituindo Höwedes, e Gómez no comando de ataque, entrando no lugar de Draxler. A Irlanda do Norte, por sua vez, começou o jogo com o mesmo 11 da vitória sobre a Ucrânia por 2 a 0. A esperada partida que oporia o ataque dos campeões mundiais contra defesa dos britânicos, não demorou para se configurar.

Aos 8 minutos, Müller recebeu belo passe de Özil, invadiu a área e bateu para defesa de McGovern, que conseguiu sair bem do gol. Pouco depois, aos 11, foi a vez do meia do Arsenal receber na área e ficar frente a frente com o goleiro adversário. Özil, contudo, acabou furando na hora de finalizar. No minuto seguinte, Götze teve oportunidade clara, mas parou em mais uma intervenção de McGovern. A pressão seguiu intensa, com seguidas ações ofensivas dos alemães, enquanto os norte-irlandeses tentavam escapar em raros contra-ataques.

Aos 23 minutos, Müller foi lançado na área por Gómez e bateu muito perto do gol adversário. O atacante do Bayern de Munique ficou muito perto de marcar novamente aos 26, quando acertou o pé da trave em cabeçada, após preciso cruzmamento da direita. Enfim, aos 30, o gol da Alemanha saiu, em nova trama cheia de passes rápidos. Gómez achou Müller na área com lindo toque de primeira e recebeu de volta, para finalizar, ainda contando com desvio em McAuley, para o fundo das redes. Müller voltou a acertar a trave norte-irlandesa aos 34 minutos, ao receber na área após cruzamento da esquerda de Götze e emendar de primeira com a perna direita.

Em uma das poucas chegadas ao setor ofensivo, aos 40 minutos, a a seleção da Irlanda do Norte conseguiu arrancar um escanteio, que foi comemorado quase que como um gol, pela animada e barulhenta torcida, que compareceu em bom número ao Parc des Princes. A etapa complementar também começou com pressão total da Alemanha. Logo aos 7 minutos, Götze recebeu lançamento primoroso de Kimmich, matou no peito e fuzilou, parando em mais uma defesa de McGovern.

No minuto seguinte, o meia-atacante voltou a ter chance, após cruzamento da esquerda, em que finalizou para fora. Aos 13, de novo assustou, em chute de fora da área dado por Khedira, em que o goleiro norte-irlandês fez nova boa intervenção. No rebote, Gómez ficou de frente para gol, mas acabou não conseguindo testar para o fundo das redes, em bola que saiu muito perto da trave esquerda do adversário. O ímpeto com que a Alemanha disputou o primeiro tempo e a metade do segundo foi diminuindo aos poucos, e nem mesmo as entradas de Schürrle e Schweinsteiger nos lugares de Götze e Khedira, respectivamente, mudou este panorama.

Aos 27, depois de muito tempo sem conseguir atacar, os campeões mundiais chegaram com Hector, que cruzou da esquerda em direção a Gómez. O centroavante se esticou todo, mas a bola passou a centrímetros de seu pé direito, cruzando assim toda a área. Gómez teve mais uma grande oportunidade de marcar aos 37, quando concluiu cruzamento de Kimmich com cabeçada certeira, no canto de McGovern, que saltou com estilo para tocar a bola com a ponta dos dedos e desviá-la para a linha de fundo.

Nos instantes finais, a Alemanha até tentou, mas o momento de maior euforia aconteceu aos 48 minutos do segundo tempo, quando a Irlanda do Norte teve uma falta na intermediária defensiva e a torcida enlouqueceu, exigindo que os atletas fossem todos ao ataque. O goleiro McGovern fez o tiro, jogando a bola na área alemã, mas nenhum companheiro conseguiu aproveitar o lance para levar perigo ao adversário. Depois que a bola saiu pela linha de fundo, o árbitro francês Clément Turpin encerrou o duelo.

Últimas de Esporte