Espanha leva virada, perde para Croácia e reeditará final da Euro nas oitavas

Atual campeão vai encarar a Itália na próxima fase do torneio

Por O Dia

França - A Espanha entrou no campo do estádio Matmut Atlantique, em Bordeaux, nesta terça-feira, podendo pelo menos empatar com a Croácia para garantir a liderança do grupo D e evitar reeditar a final da última Eurocopa logo nas oitavas de final, mas se esqueceu de combinar com o adversário, que venceu de virada, por 2 a 1, e roubou a ponta da chave, em jogo marcado ainda por um pênalti desperdiçado de Sergio Ramos. Depois de abrir o placar com Álvaro Morata, que teve seu retorno anunciado pelo Real Madrid mais cedo, logo no início do primeiro tempo, a 'Fúria' cedeu o empate pouco antes do intervalo, com Nikola Kalinic.

E depois, perto do fim da partida, sofreu a virada em rápido contra-ataque puxado por Ivan Perisic. Antes, aos 25 minutos da etapa final, Sergio Ramos ainda desperdiçou um pênalti, tornando a vitória ainda mais dramática para os espanhóis. Com o resultado, a Croácia chegou a sete pontos e assumiu a ponta da chave, deixando a Espanha no segundo lugar, com seis.

Espanha foi derrotada pela CroáciaEfe

No outro jogo do grupo, a Turquia eliminou a República Tcheca, após vitória por 2 a 0, e ainda tem chances avançar como um dos quatro melhores terceiros colocados. Dessa forma, a Espanha terá que enfrentar exatamente o adversário que queria evitar nas oitavas de final: a Itália, já confirmada como líder do grupo E. A reedição da última decisão da Eurocopa está marcada para próxima segunda-feira, no Stade de France.

Já a Croácia agora espera o adversário, que pode ser o terceiro colocado dos dos grupos B, E ou F, em jogo que será disputado no próximo sábado, no estádio Bollaert-Delelis, em Lens. Apesar de querer fugir da 'Azzurra', a 'Fúria' tem um retrospecto recente mais do que positivo contra o rival. Além da goleada por 4 a 0 na última decisão da Eurocopa, a Espanha eliminou a Itália nas semifinais da Copa das Confederações de 2013, vencendo nos pênaltis após empate por 0 a 0 no tempo regulamentar. Apesar de o jogo valer a liderança da chave, o técnico Ante Cacic decidiu fazer vários testes e poupar atletas já pensando na fase final do torneio. Luka Modric e Mario Mandzukic, principais nomes da equipe, eram dúvidas por lesão e ficaram fora do jogo. Além deles, deixaram o time o zagueiro Domagoj Vida, o lateral-esquerdo Ivan Strinic e o meia Marcelo Brozovic, poupados para evitar suspensão.

Por outro lado, com a classificação já garantida e precisando de apenas um empate para manter a liderança do grupo, o técnico Vicente del Bosque não quis saber de dar descanso para seus atletas e manteve o mesmo time que venceu a República Tcheca e a Turquia. Foi a primeira vez que a 'Fúria' repetiu a escalação três vezes seguidas desde a Copa do Mundo de 2010, em que se sagrou campeã. Com força máxima, a Espanha dominou o jogo desde o início e abriu o placar logo aos 6 minutos. David Silva dominou pelo meio e fez excelente passe para Fàbregas. O meia do Chelsea recebeu pela direita da área e cruzou para Morata, livre, anotar.

A Croácia quase empatou aos 12 no que seria um golaço de Rakitic. O goleiro David de Gea foi desarmado ao tentar sair jogando. A sobra caiu nos pés do meia do Barcelona, que tocou com categoria por cobertura. A bola bateu primeiro no travessão, quicou em cima da linha e depois tocou nas pernas de Gérard Piqué, que quase marcou contra, mas afastou o perigo na sequência. Apesar do susto, a 'Fúria' reassumiu o controle do jogo, chegando a ter 59% da posse de bola, e dominou as ações, mas sem voltar a ameaçar o gol defendido por Danijel Subasic. E levando a vantagem parcial até o intervalo, quando Ivan Perisic resolveu aparecer.

Aos 44 minutos, o meia da Inter de Milão fez bela jogada individual pela ponta esquerda, passou como quis por Juanfran e cruzou na medida para Kalinic, que apareceu livre para empatar. Após o gol, um som de uma espécie de rojão explodindo pode ser ouvida no Mahmut Atlantique e voltou a gerar apreensão, já que as autoridades da Croácia alertaram sobre a intenção da torcida em provocar novos incidentes durante o jogo. Com o empate, o segundo tempo começou mais aberto. A Espanha pressionava se recolocar na frente do placar, e a Croácia aproveitava os espaços deixados pela 'Fúria', apertando a marcação na intermediária e apostando em transições rápidas. E os croatas foram os primeiros a assustar.

Aos 7 minutos, Perisic, desta vez pela direita, levantou a bola na área. De Gea afastou mal e a bola sobrou para Badelj, que emendou de primeira, obrigando o goleiro a fazer nova defesa. Na sobra, Pjaca ainda tentou de bicicleta, mas acabou errando o alvo. Preocupado com os avanços da Croácia, Del Bosque resolveu proteger seu sistema defensivo reforçando a presença no meio de campo. Tirou Nolito de campo aos 14 para a entrada do volante Bruno. Depois, aos 21, colocou Aritz Anduriz no lugar de Morata.

A Espanha teve a primeira oportunidade de ampliar aos 22. Depois de escanteio cobrado na esquerda por David Silva, Sergio Ramos surgiu livre entre os zagueiros e cabeceou firme. A bola passou perto da trave esquerda de Subasic, que, batido no lance, só olhou. O zagueiro do Real Madrid ainda teria uma chance ainda mais clara na sequência, aos 24 minutos. Após cruzamento, David Silva caiu na área após se enroscar com Vrsaljko, e o árbitro marcou pênalti. Ramos bateu no meio do gol, mas Subasic fez a defesa. A 'Fúria' seguiu pressionando e continuava cedendo espaços para a Croácia, que, fechada na defesa, esperava a oportunidade de matar o jogo em um contra-ataque. E a chance surgiu aos 41 minutos, dos pés do melhor jogador em campo. Perisic recebeu pela esquerda, ganhou mais uma vez na velocidade de Juanfran, invadiu a área e chutou firme no canto. De Gea ainda tentou tirar com o pé, mas não conseguiu fazer a defesa.

Últimas de Esporte