Copa Podio de jiu-jitsu chega à quarta temporada, desta vez longe do Brasil

GP dos Médios será disputado em Buenos Aires neste sábado

Por O Dia

Rio - A Copa Podio está de volta para a sua 4a temporada, e pela primeira vez fora do Brasil. No próximo sábado (9/7), alguns dos melhores lutadores de jiu-jitsu do mundo se enfrentarão no Grand Prix dos Pesos Médios, em Buenos Aires, na Argentina. Entre os principais nomes, está o de Leandro Lo, recordistas de títulos no evento.

A competição será dividida em três etapas, num total de 24 confrontos. Na primeira fase, os 10 atletas são divididos em dois grupos, verde e amarelo, onde todos lutam entre si dentro de cada chave. Nesta fase, o resultado dos combates valem pontos, da seguinte forma: vitória por finalização (4 pontos), vitória por pontos ou vantagens (3 pontos) e empates (1 ponto).

Os dois melhores de cada chave avançam à fase semifinal, onde o primeiro de cada grupo enfrenta o segundo do outro em luta única. Os vencedores fazem a grande final.

O sorteio das grupos aconteceu no último sábado, 2/7. O grupo Verde será composto por Diego Borges, Dan Borovic, John Combs, Claudio Calasans e Erberth Santos. Já o Amarelo, terá Leandro Lo, Victor Estima, Dillon Danis, Max Gimenis e Nicholas Meregali.

Comentarista oficial do evento, que será transmitido ao vivo pelo site Flograppling.com, o faixa preta 4o grau Raphael Abi-Rihan espera confrontos equilibrados.

"São todos grandes lutadores, que com certeza estão entre os melhores do mundo na categoria adulto. Acho que serão combates muito equilibrados e que o Leandro Lo é o cara a ser batido, uma vez que ele já escreveu o seu nome na história do evento, sendo o recordista de títulos e de vitórias", disse Abi-Rihan, que comenta o evento desde o fim da primeira temporada.

Abi-Rihan esteve presente na segunda etapa da primeira temporada, em julho de 2012, quando foi escolhido por votação popular para lutar contra Guto Campos no Super Desafio Podio.

"Foi uma grande luta, lembro que estava vencendo e faltava pouco mais de um minuto para o fim quando eu quebrei o braço. Continuei lutando, mas acabei derrotado", explica o atleta, que continua competindo na categoria master.

Últimas de Esporte