Por edsel.britto

Madri - O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, descartou que a equipe esteja "em crise" apesar da sequência de quatro empates e citou a falta de intensidade no início das partidas como o principal ponto a ser corrigido.

"Não estamos em crise. A única coisa que temos que fazer, pensando que estamos em outubro, é não voltar loucos. São quatro empates seguidos, três pelo Campeonato Espanhol. É duro quando está em um início de temporada como a nossa, mas não vou perder a cabeça e os jogadores também não. O que vejo é que é preciso colocar mais intensidade no início dos jogos, como antes fazíamos e ultimamente não", admitiu.

Zidane negou que a esquipe do Real Madrid esteja 'em crise' após quatro empates seguidosEfe

Zidane enfatizou o baixo desempenho no primeiro tempo, mas sem questionar a falta de estabilidade defensiva da equipe e nem a condição física:"Entramos muito mal nos jogos ultimamente. Você leva um gol com poucos minutos, em um cruzamento que sabíamos que eles tinham chances de levar perigo. É difícil. Fisicamente estamos bem, não podemos dizer que seja físico. Eu, como responsável, tenho que buscar soluções para mudar isso", refletiu.

O técnico e ex-jogador francês afirmou que nas últimos partidos os jogadores demoraram para "reagir", e considerou que só o "trabalho" é o caminho para chegar a uma solução.

"Acredito no trabalho e sobretudo na qualidade da equipe. Não acho que falte atitude. Falta mais intensidade e agressividade nas divididas", opinou.

Zidane também descartou que o atual momento seja o mais complicado que já viveu desde que assumiu o cargo de técnico do Real Madrid.

"Não estou contente, mas é o terceiro resultado medíocre no Campeonato Espanhol. É um resultado bastante ruim. Não é a minha situação mais complicada porque quando cheguei perdemos para o Atlético de Madrid e fizemos dois empates fora de casa. É um momento complicado, mas não vou me desconcentrar. Temos um grupo muito bom para superar tudo isto e é o que vamos fazer", analisou.

Você pode gostar