Paulinho se diz privilegiado pela moral com o técnico Tite na seleção brasileira

Volante voltou a ser convocado depois de ausência na época de Dunga

Por O Dia

Rio Grande do Norte - Se o atacante Neymar é a grande estrela da seleção brasileira, um dos jogadores de maior confiança do técnico Tite sem dúvida é Paulinho. O volante foi convocado para as partidas pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018 contra Bolívia e Venezuela sem poder participar do primeiro desses compromissos por estar suspenso. Ao se apresentar na concentração em Natal por volta das 20 horas de domingo, o jogador do Guangzhou Evergrande, da China, descreveu como um "privilégio" a situação que vive na equipe.

A vontade de contar com Paulinho ao menos para a partida contra a Venezuela, no próximo dia 11, em Mérida, levou Tite a convocar 24 e não 23 atletas. Portanto, após o jogo contra a Bolívia, nesta quinta-feira, na Arena das Dunas, o treinador terá de cortar um nome para dar lugar ao volante. "É um privilégio ter a condição de mesmo sem poder atuar na primeira partida, ter sido convocado. Fazer parte do grupo é importante, então quero participar do segundo jogo", disse.

Paulinho foi a surpresa na primeira lista de Tite como técnico da seleção brasileira. A relação entre os dois é longa, desde a segunda passagem do treinador pelo Corinthians, entre 2010 e 2013. O volante foi titular absoluto neste período, assim como ganhou chance de iniciar as partidas contra Equador, em Quito, e Colômbia, em Manaus, as primeiras do novo comandante no cargo.

Se os dois cartões amarelos tiraram Paulinho da oportunidade de enfrentar a Bolívia, pelo menos é certo que contra a Venezuela ele será titular. "Tenho de me preocupar com o meu trabalho, assim como todos os outros da seleção. Sabemos da qualidade dos jogadores que aqui estão. Independentemente de quem vai jogar, tenho de pensar no meu trabalho, para conquistar as vitória", afirmou, ao negar se sentir acomodado com o moral que tem com Tite.

O volante chegou à concentração do Brasil em Natal acompanhado do lateral-direito Fagner, do meia Lucas Lima e do goleiro Weverton, por volta das 20 horas de domingo. Apesar de morar na China, Paulinho começou a preparação para as partidas no começo da semana passada, ao na quarta-feira iniciar trabalhos físicos na CT do Palmeiras acompanhado de Renato Augusto e Gil, outros dois colegas de seleção que atuam no futebol chinês.

O jogador de confiança de Tite analisou que vê no elenco a possibilidade de repetir os resultados conquistados pelo treinador no Corinthians. "Todos sabemos da qualidade da seleção brasileira. Está se formando um grande grupo para o futuro. Um trabalho novo se iniciou e as duas vitórias nos dão mais confiança para as próximas partidas", afirmou Paulinho, que, como atleta de Tite no clube paulista, foi campeão brasileiro em 2011, da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes da Fifa no ano seguinte e paulista, em 2013.

Últimas de Esporte