Bolívia abre 2 a 0, mas Equador busca empate em La Paz nas Eliminatórias

Equatorianos perdem contato com o topo da tabela, mas se mantém na zona de classificação para Copa do Mundo da Rússia em 2018

Por edsel.britto

La Paz - A seleção da Bolívia desperdiçou nesta terça-feira uma grande chance de faturar sua terceira vitória nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018. Jogando em casa, na altitude de La Paz, o time boliviano abriu 2 a 0 no primeiro tempo. Porém, cedeu o empate ao Equador na segunda etapa.

Apenas dois jogadores balançaram as redes na partida de quarto gols. Pela Bolívia, Pablo Escobar, com passagens por times brasileiros, como Ipatinga, Santo André e Ponte Preta, marcou duas vezes. E, do lado equatoriano, Enner Valência foi o herói, ao buscar o empate aos 44 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, a Bolívia segue perto da base da tabela. Tem apenas oito pontos e continua na nona e penúltima colocação. Já o Equador, que chegou a ocupar a liderança, chegou aos 17 pontos e pode perder a terceira posição no decorrer desta rodada.

As duas seleções só voltam a campo pelas Eliminatórias no dia 10 de novembro. A Bolívia vai visitar a Venezuela, enquanto o Equador jogará contra o Uruguai, também fora de casa.

O JOGO

Sabendo tirar vantagem da altitude de 3.660 metros de La Paz, a Bolívia dominou o Equador no primeiro tempo e marcou um gol no início e outro no fim da etapa. Logo aos quatro minutos, Pablo Escobar bateu de longe e acertou o ângulo, num belo gol. O goleiro Dreer até saltou, mas não conseguiu evitar o gol boliviano.

Até o segundo gol da Bolívia, o jogo perdeu ritmo e foi morno. Somente aos 42 minutos, Escobar voltou à carga. No lance, Marcelo Moreno puxou o contra-ataque e acionou o atacante, que driblou o marcador antes de finalizar para as redes.

Depois do domínio boliviano na etapa inicial, o Equador voltou melhor para o segundo tempo. E descontou logo aos dois minutos. Antonio Valencia cruzou na área e Enner Valencia escorou de primeira para as redes. O time equatoriano cresceu em campo e passou a levar perigo no ataque, principalmente com Enner.

A Bolívia, antes acuada pelo primeiro gol dos visitantes, voltou a atacar a partir dos 15 minutos. Marcelo Moreno e Pablo Escobar lideravam a equipe no setor ofensivo, embora sem chances mais agudas.

Do outro lado, o Equador era mais efetivo. Mesmo com um jogador a menos desde os 34 minutos - Luis Caicedo levou o segundo cartão amarelo após falta em Marcelo Moreno -, Enner Valencia tirou vantagem de um descuido da defesa anfitriã e anotou o segundo dos visitantes, selando um suado empate em La Paz, aos 44 minutos da etapa final.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia