Súmula do Fla-Flu não explica decisão de anular gol de Henrique em Volta Redonda

Sandro Meira Ricci relata que "equipes protestaram contra lance de impedimento", mas afirma que não houve nada anormal

Por O Dia

Rio - A polêmica está longe de chegar ao fim. A CBF divulgou a súmula do árbitro Sandro Meira Ricci, que foi o protanogista de um lance polêmico ao validar e depois anular um gol do zagueiro Henrique, que daria o empate ao Fluminense no clássico contra o Flamengo, realizado nesta quinta-feira, em Volta Redonda.

Sandro Meira Ricci revoltou os torcedores do FluminenseEfe

Sandro, que é do quadro da Fifa, relatou em campo 'Ocorrências' na súmula que o "jogo foi paralizado (sic) por 10 minutos, aos 40 min do segundo tempo, pelos atletas de ambas equipes terem protestado contra a decisão da arbitragem em um lance de impedimento". No entanto, ao final do documento, cita que "nada houve de anormal".

Leia abaixo a súmula:

"Não houve atraso no início e reinício da partida. Acréscimo de 1 minuto no primeiro tempo para rápida avaliação médica de jogador supostamente lesionado. Acrécimo (sic) de 7 minutos no segundo tempo, sendo 5 minutos pela paralização (sic) a partir do 40º minuto do segundo tempo, mais 2 minutos em razão de substituições e retirada de atletas em maca. O jogo foi paralizado (sic) por 10 (dez) min, aos 40 min do segundo tempo, pelos atletas de ambas equipes terem protestado contra a decisão da arbitragem em um lance de impedimento".

Peter quer anulação do jogo

Revoltado com a anulação do gol de empate do Fluminense com o Flamengo, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o presidente tricolor Peter Siemsen disse que vai pedir a anulação do jogo disputado na noite desta quinta-feira. Segundo o dirigente, houve interferência externa na decisão do árbitro Sandro Meira Ricci, que apitou a partida na companhia dos assistentes Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse.

Últimas de Esporte