Por bferreira

Rio - A polêmica está longe de chegar ao fim. A CBF divulgou a súmula do árbitro Sandro Meira Ricci, que foi o protanogista de um lance polêmico ao validar e depois anular um gol do zagueiro Henrique, que daria o empate ao Fluminense no clássico contra o Flamengo, realizado nesta quinta-feira, em Volta Redonda.

Sandro Meira Ricci revoltou os torcedores do FluminenseEfe

Sandro, que é do quadro da Fifa, relatou em campo 'Ocorrências' na súmula que o "jogo foi paralizado (sic) por 10 minutos, aos 40 min do segundo tempo, pelos atletas de ambas equipes terem protestado contra a decisão da arbitragem em um lance de impedimento". No entanto, ao final do documento, cita que "nada houve de anormal".

Leia abaixo a súmula:

"Não houve atraso no início e reinício da partida. Acréscimo de 1 minuto no primeiro tempo para rápida avaliação médica de jogador supostamente lesionado. Acrécimo (sic) de 7 minutos no segundo tempo, sendo 5 minutos pela paralização (sic) a partir do 40º minuto do segundo tempo, mais 2 minutos em razão de substituições e retirada de atletas em maca. O jogo foi paralizado (sic) por 10 (dez) min, aos 40 min do segundo tempo, pelos atletas de ambas equipes terem protestado contra a decisão da arbitragem em um lance de impedimento".

Peter quer anulação do jogo

Revoltado com a anulação do gol de empate do Fluminense com o Flamengo, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o presidente tricolor Peter Siemsen disse que vai pedir a anulação do jogo disputado na noite desta quinta-feira. Segundo o dirigente, houve interferência externa na decisão do árbitro Sandro Meira Ricci, que apitou a partida na companhia dos assistentes Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse.

Você pode gostar