Rio de Janeiro perde a segunda e é eliminado no Mundial de Clubes de Vôlei

Time brasileiro foi derrotado por 3 sets a 2 para equipe turca, na Tailândia

Por renata.amaral

Tailândia - Acabou nesta quinta-feira o sonho do Rexona-Sesc Rio igualar o arquirrival Nestlé, de Osasco, e conquistar um título mundial. O time do técnico Bernardinho deu adeus ao Mundial de Clubes Feminino de Vôlei, jogado em Manila, na Tailândia, ao perder de virada, por 3 sets a 2 para o Eczacibasi Vitra, da Turquia, com parciais de 25/27, 25/19, 22/25, 25/18 e 15/11.

Apesar da derrota, mais cedo, ainda havia uma possibilidade de o Rio de Janeiro evitar a eliminação na primeira fase. Para tanto, dependia de uma vitória do local PSL-F2 Logistics sobre o italiano Pomi Casalmaggiore, o que naturalmente não aconteceu. O atual campeão europeu venceu por 3 sets a 0, sem nenhuma dificuldade.

A equipe do Rio de Janeiro foi eliminada do Mundial de Clubes de VôleiDivulgação

Como só venceu a equipe tailandesa, o Rio de Janeiro ficou no terceiro lugar do Grupo A, já atrás de italianas e turcas. O Eczacibasi Vitra, aliás, tem tudo para ficar na primeira posição, porque ainda faz mais um jogo, contra o time da Tailândia, garantindo a liderança mesmo se perder por 3 a 2, o que lhe garantiria mais um ponto.

Na partida desta quinta-feira, Monique Pavão foi o principal destaque do Rio, com 24 pontos. O time titular ainda teve Gabi, Juciely, Carol, Roberta e a holandesa Anne Buijs, que fez apenas três pontos nos três primeiros sets e deu lugar à jovem Drussyla. A veterana Fabi é a líbero do time.

Já pelo Eczacibasi Vitra ninguém pontuou mais que a sérvia Tijana Boskovic, com 28 pontos. Thaisa dominou o meio de rede em sua primeira competição pelo time turco e marcou 11 pontos. Em sua despedida de Osasco, o marido dela se desentendeu com Bernardinho. Agora, a resposta veio na quadra.

Essa é a pior participação do Rexona na história do torneio. Em suas duas disputas anteriores, chegou no mínimo até a semifinal.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia