Juiz investiga Sánchez por defraudação quando jogava pelo Barcelona

Chileno é acusado de dois crimes contra a Fazenda Pública espanhola

Por O Dia

Espanha - Um juiz de Barcelona abriu uma investigação contra o atacante Alexis Sánchez por causa de uma denúncia da Promotoria da cidade, que acusa o atleta chileno de defraudar quase 1 milhão de euros de seus direitos de imagem em 2012 e 2013.

Segundo informações repassadas à Agência Efe por fontes ligadas ao processo, o juiz titular do tribunal de instrução número 18 da cidade espanhola admitiu a trâmite a denúncia da Promotoria, como foi divulgado nesta quarta pelo jornal

Alexis Sánchez está sendo acusadoEfe

"El Periódico de Catalunya". Sánchez é acusado de dois crimes contra a Fazenda Pública espanhola por supostamente ter defraudado 587.677 euros no IRPF de 2012 e 395.766 euros no de 2013, anos em que ainda defendia o Barcelona. No documento de acusação, a Promotoria ressalta que o atacante é o jogador "mais emblemático" do Chile, o acusa de simular a cessão dos direitos de imagem pagos pelo Barça à Numidia Trading Limited, radicada em Malta, para defraudar a Fazenda.

O jogador não declarou em 2012 e em 2013 nenhum recebimento proveniente da exploração de seus direitos de imagem nem fez constar em suas declarações para o Imposto sobre o Patrimônio sua participação nas entidades Numidia nem na Inversiones Alsan Ltda, sociedade que ficou os direitos de imagem entre 2008 e 2011.

Últimas de Esporte