Trump é considerado 'inimigo' do futebol por presidente de federação dos EUA

Novo presidente eleito, o republicano não é fã do 'soccer' e acumula polêmicas também na NFL, liga nacional de futebol americano

Por O Dia

Estados Unidos - A partir do próximo mês de janeiro, os Estados Unidos da América terão Donald Trump como presidente. O magnata foi eleito, mesmo recebendo menos votos do que sua adversária, Hillary Clinton, se todos forem somados. Por conta do sistema americano, que preza pelo colégio eleitoral, o republicano teve maioria e acabou vencendo.

Trump prejudicaria as chances de termos uma nova Copa do Mundo nos EUA em 2026Reprodução

Conhecido mundialmente por suas polêmicas, em relação a diversos tópicos, o novo presidente dos EUA também não passa batido quando o assunto é esporte. Recentemente, o presidente da federação de futebol do país (US Soccer), Sunil Gulati, deu declarações indicando que Trump poderia prejudicar as chances de os Estados Unidos sediarem novamente uma Copa do Mundo.

"O sucesso dos Estados Unidos para ter novamente uma edição do Mundial passa pela visão de nossos líderes. Toda a percepção sobre o nosso país fica afetada por quem estiver na Casa Branca", disse.

Além disso, o bilionário também já criticou o 'quarterback' Colin Kaepernick pelos seus protestos por conta da violência policial contra a população negra dos Estados Unidos, quando se ajoelhava durante o hino norte-americano antes das partidas do San Francisco 49ers, seu time, na NFL. O ato foi repetido diversas vezes até mesmo por jogadores de outros esportes.

Últimas de Esporte