Copete volta a se destacar, Santos bate Vitória e ainda sonha com o título

Jogando em casa, o Peixe levou a melhor e venceu pelo placar de 3 a 2

Por O Dia

São Paulo - O Santos ainda pode sonhar com o título brasileiro. Jogando em casa na noite desta quinta-feira, o time do técnico Dorival Júnior contou com grande atuação do colombiano Copete para bater o Vitória por 3 a 2, em jogo válido pela 35.ª rodada do Brasileirão. O ex-jogador do Atlético Nacional fez dois gols e sofreu um pênalti.

Com a vitória, o Santos foi a 67 pontos, na vice-liderança. No domingo, o Peixe joga contra o Cruzeiro, às 17h, no Mineirão, precisando vencer de novo. Depois, ainda terá pela frente o Flamengo, no Maracanã, e finalmente o América-MG, na última rodada, na Vila.

Quem também festejou a vitória santista foi o Internacional, que briga diretamente contra o Vitória para escapar do rebaixamento. O time baiano, que perdeu três dos últimos cinco jogos, tem 39 pontos. Os gaúchos abriram a rodada com 38, no 17.º lugar, e podem deixar a zona de degola.

Santos venceu o Vitória em casaDivulgação

O JOGO

Copete não só foi o herói do jogo, como pode ser apontado como o responsável direto pelo Santos estar ainda brigando pelo título, sendo decisivo nas últimas seis vitórias da equipe. O colombiano já havia marcado gols decisivos dos dois jogos anteriores, contra Ponte Preta (2 a 1) e Palmeiras (1 a 0) Antes, definira o resultado contra o São Paulo (1 a 0) e marcara nas vitórias apertadas sobre Fluminense e Inter, ambas por 2 a 1. Diante da Chapecoense, deu a assistência para o único gol, de Lucas Lima.

Desta vez, ele abriu o placar na Vila Belmiro. Aos 35 minutos do primeiro tempo, ele recebeu ótimo passe de Lucas Lima, num buraco da zaga do Vitória, girou, e bateu na saída de Caíque, já quase caindo. Mesmo no replay, é difícil apontar se Copete recebeu em posição de impedimento.

Já havia sido do colombiano a outra boa oportunidade de Santos no primeiro tempo. Foi após uma jogada individual dele pela esquerda que Lucas Lima recebeu livre no meio da área e bateu no travessão, aos 20.

Na segunda etapa, o Vitória chegou a empatar num gol de pênalti, após Yuri bater com a mão na bola dentro da área. Marinho cobrou muito bem e marcou. A festa, porém, durou quase nada. Quatro minutos depois, Copete foi derrubado na área por Diogo Matheus, que chegou atrasado. Ricardo Oliveira converteu.

O colombiano voltaria às redes aos 38 minutos, aproveitando uma falha de David, que segurou demais a bola na área defensiva e foi desarmado. Nos acréscimos, de cabeça, Serginho descontou. O jogador pertence ao Santos e está emprestado ao Vitória. Atuou porque a CBF agora veta cláusulas contratuais que impediam esse tipo de situação.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 3 X 2 VITÓRIA

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Yuri, Fabián Noguera e Zeca; Renato (Léo Cittadini), Thiago Maia, Lucas Lima e Vitor Bueno (Lucas Veríssimo); Copete e Ricardo Oliveira. Técnico - Dorival Júnior.

VITÓRIA: Caíque; José Welison, Victor Ramos, Kanu e Diego Renan; Marcelo (Diogo Mateus), Willian Farias e Cárdenas (Serginho); Marinho, Kieza e Euller (David). Técnico - Argel Fucks.

GOLS - Copete, aos 35 minutos do primeiro tempo; Marinho (pênalti), aos 16, e Ricardo Oliveira (pênalti), aos 21, e Copete, aos 38, e Serginho, aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO).

CARTÕES AMARELOS - Yuri, Thiago Maia e Ricardo Oliveira (Santos); Diogo Mateus (Vitória).

RENDA - R$ 260.390,00.

PÚBLICO - 9.258 pagantes.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP).

Últimas de Esporte