Por cadu.bruno

Rio - A CBF divulgou nesta terça-feira, em seu site oficial, que a segunda partida da final da Copa do Brasil, que seria disputada entre Grêmio e Atlético-MG, no Rio Grande do Sul, está suspensa por tempo indefinido. O jogo seria disputado nesta quarta, mas a entidade decidiu adiar a final por conta da tragédia envolvendo a delegação da Chapecoense.

Comunicado no site da CBF adiando a final da Copa do BrasilReprodução Internet

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) suspendeu todas as atividades, incluindo a decisão da Copa Sul-Americana, que começaria a ser disputada nesta quarta entre Atlético Nacional e Chapecoense.

Tragédia abala o futebol

O avião que levava a equipe da Chapecoense para a Medellín, na Colômbia, caiu nas proximidades da cidade deixando 76 mortos na madrugada desta terça-feira. O avião tinha 81 pessoas a bordo, sendo 72 passageiros, entre delegação e jornalistas, e 9 tripulantes. Cinco pessoas sobreviveram: o goleiro Danilo (Marcos Danilo Padilha), herói da classificação à final da Copa Sul-Americana, o lateral-direito Alan Ruschel (Alan Luciano Ruschel), o goleiro reserva Follmann (Jackson Ragnar Follmann), o jornalista Rafael Henzel e comissária de bordo Ximena Suárez Otterburg.

Uma das possibilidades é o avião ter sofrido pane elétrica. Os sobreviventes estão sendo levados para dois hospitais da região próxima ao aeroporto Jose Maria Córdoba, em Rionegro, nas imediações de Medellín, um deles é o San Juan de Dios.

O avião seguia para Medellín, mas chovia na região. Há a possibilidade de a aeronave ter sofrido pane seca também. Equipes de socorros confirmaram para as agências de notícias que há sobreviventes e eles estão sendo resgatados por cerca de 500 profissionais colombianos. O acesso ao local da queda é difícil. O avião não explodiu, de acordo com informações dos paramédicos.

Você pode gostar