Por caio.belandi

Colômbia - O avião que levava o time da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, tinha na lista de passageiros 81 pessoas, sendo 72 passageiros e 9 tripulantes. Entretanto, quatro não embarcaram no voo: O prefeito de Chapecó (SC), Luciano Buligon, além de Plinio de Nes Filho, presidente do Conselho Deliberativo do clube e o deputado estadual Gelson Merisio (PSD), presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). O jornalista Ivan Carlos Agnoletto, da rádio Super Condá, também não viajou.

As autoridades colombianas, entretanto, não confirmam se outras quatro pessoas voaram no lugar deles.

Pelo menos sete sobreviveram a tragédia e foram resgatados com vida. Quatro eram jogadores: os goleiros Danilo e Follmann, além do lateral Alan Ruschel e do zagueiro Neto. No começo da manhã, a Cruz Vermelha confirmou que Danilo não resistiu aos ferimentos e estava entre as vítimas fatais.

Também o jornalista Rafael Henzel e os tripulantes Ximena Suarez e Erwin Tumiri foram socorridos e levados aos hospitais da região.

Herói da classificação e artilheiro do clube entre as vítimas

A Chape, como é conhecida, faria nesta quarta-feira o primeiro confronto da decisão da Copa Sul-Americana com o Atlético Nacional, jogo que foi adiado pela Conmebol. A final seria o último ato da histórica campanha do clube na competição, com direito a eliminação dos gigantes argentinos Independiente e San Lorenzo.

Um dos ídolos do time, o goleiro Danilo, de 31 anos, fez uma defesa com o pé no final do segundo jogo da semifinal, na Arená Condá, contra o San Lorenzo, se sagrando o herói da classificação do time.

O momento da defesa do goleiro Danilo%2C com o pé%2C na semifinal da Copa Sul-Americana contra o San LorenzoReprodução/FOX Sports

Também grande nome do clube catarinense, o centroavante Bruno Rangel, de 34 anos, tinha 77 gols pela Chapecoense. Ele é o maior artilheiro da história da equipe.

Bruno Rangel comemorando um dos seus 77 gols pela ChapeDivulgação

Com passagens por Flamengo, Santos, São Paulo e Atlético de Madrid (ESP), entre outros, o meia Cléber Santana, de 36 anos, era capitão do time e um dos mais experientes jogadores do elenco.

Cleber Santana, em passagem pelo FlamengoAndré Mourão / Agência O Dia

Outro destaque do time na temporada, o atacante Kempes tinha 31 anos e passagens por Portuguesa, América (MG) e Ceará, entre outros clubes.

Acidente vitimou treinador e presidente da Federação Catarinense

Da comissão técnica, nomes importantes como o treinador Caio Júnior, de 51 anos, estão entre as vítimas. O filho do treinador, que faz parte da comissão, estaria no voo, mas esqueceu o passaporte e não embarcou. Também estava no avião o preparador físico Anderson Paixão, de 37 anos, filho do histórico ex-preparador da Seleção Brasileira, Paulo Paixão. Anderson é o segundo filho que Paixão perde.

Caio Júnior era o treinador da histórica campanhaLuiz Fernando Menezes / Agência O Dia

Delfim Peixoto, presidente da Federação Catarinense de Futebol e vice-presidente da CBF, também não resistiu ao acidente.

Delegação da Chapecoense

Danilo (goleiro): resgatado com vida, mas não resistiu em morreu no hospital;

Alan Ruschel (lateral): resgatado com vida;

Follmann (goleiro): resgatado com vida;

Neto (zagueiro): resgatado com vida;

Bruno Rangel (atacante);

Cleber Santana (meia);

Kempes (atacante);

Ananias (meia);

Arthur Maia (meia);

Canela (atacante);

Dener Braz (lateral);

Filipe Machado (zagueiro);

Gil (volante);

Gimenez (lateral e volante)

Lucas da Silva (atacante);

Matheus Biteco (volante);

Sérgio Manoel (volante);

William Thiego (zagueiro);

Caio Júnior (técnico);

Anderson Paixão (preparador físico);

Mauro Stumpf (vice-presidente de futebol da Chapecoense);

Delfim Peixoto (presidente da Federação Catarinense de Futebol);

Anderson Martins, o Boião;

Eduardo de Castro Filho, o Duca;

Marcio Koury;

Luiz Grohs, o Pipe Grohs;

Rafael Gobbato;

Tiago da Rocha;

Josimar;

Marcelo Augusto;

Mateus Lucena dos Santos;

Luiz Cunha;

Sérgio de Jesus;

Anderson Donizette;

Andriano Bitencourt;

Cleberson Fernando da Silva;

Emersson Domenico;

Eduardo Preuss;

Sandro Pallaoro;

Nilson Jr.;

Decio Filho;

Jandir Bordignon;

Gilberto Thomaz;

Mauro Bello;

Edir De Marco;

Daví Barela Dávi;

Ricardo Porto;

Jornalistas

Rafael Henzel: resgatado com vida;

Guilherme Marques, da Globo;

Ari de Araújo Jr., da Globo;

Guilherme Laars, da Globo;

Giovane Klein Victória, da RBS;

Bruno Mauri da Silva, da RBS;

Djalma Araújo Neto, da RBS;

André Podiacki, da RBS;

Laion Espíndola, do Globo Esporte;

Victorino Chermont, da Fox;

Rodrigo Santana Gonçalves, da Fox Sports;

Deva Pascovicci, da Fox Sports;

Lilacio Pereira Jr., da Fox Sports;

Paulo Julio Clement, da Fox Sports;

Mário Sérgio, da Fox Sports;

Renan Agnolin;

Fernando Schardong;

Edson Ebeliny;

Gelson Galiotto;

Douglas Dorneles;

Jacir Biavatti;

Tripulantes

Erwin Tumiri: resgatado com vida;

Ximena Suarez: resgatada com vida;

Miguel Quiroga (piloto);

Ovar Goytia;

Sisy Arias;

Romel Vacaflores;

Alex Quispe;

Gustavo Encina;

Angel Lugo.


Você pode gostar