Reportagem de TV boliviana mostra tripulação e time da Chape antes de voo

Na ocasião, Caio Júnior comenta sucesso e vice de futebol do clube elogia a aérea. Piloto e comissária falam sobre orgulho de levar equipe brasileira

Por O Dia

Rio - Uma reportagem feita pela TV boliviana Gigavisión mostra a tripulação, o time da Chapecoense e a comissão técnica dentro do avião da Lamia enquanto se preparavam para seguir para a Colômbia. Na ocasião, Caio Júnior comenta o sucesso do time e o vice de futebol do clube Mauro Stumpf elogia a aérea. O vídeo gravado em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, foi publicado no Youtube pelo "Diário El Deber".

"Um momento importante para a Chapecoense. A companhia, nós já trabalhamos com eles no jogo de Barranquilla, fomos muito bem atendidos. Agora vai fazer esse novo trajeto conosco. A gente espera que nos deem sorte, como foi da primeira vez, que a gente consiga fazer um grande resultado e levar a decisão final ao Brasil", afirmou Stumpf.

Caio Júnior falou com TV boliviana sobre orgulho de time considerado médio ou pequeno representar o Brasil Reprodução Youtube

Em seguida, Caio Júnior comenta o sucesso do clube. "Estamos muito orgulhosos de representar o Brasil e chegar nessa final. Principalmente porque representamos uma equipe considerada média ou pequena no Brasil e isso nos fortalece e orgulha ainda mais", diz ele.

Além dos dois, foi entrevistado o piloto da aeronave, Miguel Quiroga, e a comissária de bordo Sisy Arias.

"É uma satisfação para nós que eles tenham nos escolhido, com tantas empresas na América do Sul, estão voando justamente conosco. Acredito que a LaMia Corporations se caracteriza pelo serviço de primeira para todos os seus passageiros. Acredito que somos a única empresa na Bolívia, ou na América do Sul, que pode colocar esses logotipos identificando as pessoas que voam conosco, qualquer equipe ou qualquer empresa", disse o piloto.

A tradição em transportar times de futebol foi comentada por Sisy. "LaMia como sempre transportando equipes de futebol, neste caso a Chapecoense, levando-os para a cidade de Medellín, e estamos prontos a dar-lhes o melhor serviço. É muito importante saber que utilizam uma companhia boliviana, mesmo sendo uma equipe brasileira", afirmou a comissária.

Últimas de Esporte