Presidente da Fifa confirma presença em velório coletivo em Chapecó

Além da viagem, Gianni Infantino já prepara uma homenagem ao clube na festa do melhor jogador do mundo, no dia 9 de janeiro de 2017

Por O Dia

Chapecó - O presidente da Fifa, Gianni Infantino, cancelou seus compromissos em outros torneios para viajar ao Brasil para prestar homenagem às vítimas da Chapecoense. O suíço estará em Chapecó para o velório dos jogadores e da comissão técnica do clube catarinense.

Gianni Infantino fez questão de enviar mensagens de condolências em portuguêsEFE

Além da viagem, Infantino já prepara uma homenagem ao clube na festa do melhor jogador do mundo, no dia 9 de janeiro, em Zurique. Por enquanto, não existe uma iniciativa financeira de ajuda ao clube estabelecida. Mas a Fifa quer lembrar da tragédia com uma homenagem durante a festa que reunirá a elite do futebol mundial.

No início da semana, Infantino declarou que o acidente o tinha deixado "em choque". "É um dia muito triste para o futebol", declarou. Afirmando estar "profundamente triste", o cartola fez questão de enviar mensagens de condolências em português. Na Fifa, o tom é de consternação. "Lamentamos profundamente a queda do avião na Colômbia, uma tragédia chocante", disse Infantino.

Ele ainda mandou uma mensagem às famílias. "Neste momento difícil, nossos pensamentos estão com as vítimas, suas famílias e amigos", declarou. "Nossos sinceros pêsames aos torcedores, à comunidade do futebol e aos meios de comunicação brasileiros envolvidos na tragédia", completou o presidente da Fifa que, nos últimos meses, tem contato com o apoio direto da Conmebol para apresentar suas propostas de reformas na entidade.

Reportagem de Jamil Chade.

Últimas de Esporte