Por jessyca.damaso

Tóquio - O Brasil não foi bem no primeiro dia de disputas do Grand Slam de Tóquio, mais tradicional evento do circuito mundial de judô. O melhor resultado do País nesta sexta-feira foi de Felipe Kitadai, quinto colocado na categoria até 60kg. Ninguém ganhou medalha. A competição segue com lutas no sábado e no domingo,

Dos 18 judocas levados a Tóquios, só Kitadai e Alex Pombo já estiveram em Jogos OlímpicosDanilo Verpa / Folhapress / NOPP

Kitadai, bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, estreou com vitória sobre Youg Wei Yang, de Taiwan, e na segunda luta venceu também o Mukhriddin Tilovov, do Usbequistão. Na semifinal, parou diante do japonês Ryuju Nagayama, levando dois yukos. Depois, na disputa pelo bronze, foi derrotado pelo sul-coreano Hyuk Choi In, também por um Yuko. Choi In, 79.º do mundo, já havia vencido o jovem Michael Marcelino na estreia.

Dos 18 judocas levados a Tóquio pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ), só Kitadai e Alex Pombo, que luta no sábado, já estiveram em Jogos Olímpicos. Os demais são jovens promessas, como Marcelino, prata no Mundial Cadete do ano passado e estreante no circuito mundial.

Daniel Cargnin, de 18 anos, bronze no Mundial Júnior de 2015, perdeu logo na primeira luta da categoria até 66kg, para Alexandre Mariac, da França. Larissa Freitas, prata no Mundial Júnior de 2014, caiu diante da japonesa Hiromi Endo, campeã do Masters de 2013 da categoria até 48kg. Larissa também nunca havia lutado no circuito.

Tamires Crude ainda ganhou a primeira luta na categoria até 57kg, para Rena Furukawa, das Filipinas, mas perdeu na sequência para a francesa Helene Receveaux, segunda do ranking mundial. Raquel Silva, irmã de Rafaela Silva, também atleta do Instituto Reação, caiu na estreia da categoria até 52kg diante da japonesa Rina Tatsukawa.

Você pode gostar