Por jessyca.damaso
Rio - A bola começa a rolar hoje no Campeonato Carioca. Seis clubes entram em campo nesta quarta-feira para disputar duas vagas na fase de grupos, ao lado dos principais times. A novidade este ano é a participação do Campos, tradicional clube do Norte do estado. Com 104 anos de história, o Roxinho faz sua estreia na Série A contra o Bonsucesso, em Cardoso Moreira.
Jogadores do Campos treinam%3A Roxinho do Norte Fluminense faz sua estreia na elite do CariocaCarlos Grevi / Campos Atlético

O clube segue a filosofia de apostar na manutenção do elenco, basicamente formado por atletas da região. O motivo é simples: a urgência em ter um time entrosado para garantir vaga na fase de grupos. "A expectativa é a melhor possível, mesmo com a novidade da seletiva. A gente tem a filosofia de dar oportunidade para garotos da região. Como é um torneio de tiro curto, entendemos que era necessário mantê-los. Mesmo assim fizemos algumas contratações pontuais", diz Victor Mothé, gestor do Campos.

Um medalhão, porém, não está descartado, caso o Campos se classifique. "Caso a gente passe, né? Um jogador mais experiente seria interessante, até para dar um pouco mais de visibilidade para o Campos", comenta Victor.
Publicidade
Apesar da história centenária, a retomada do Campos é recente. O clube se uniu ao Carapebus em 2014 para disputar a Série C após quase 30 anos inativo. Mas a histórica estreia na Série A não será próxima à torcida. Sem poder utilizar o Estádio Ângelo de Carvalho por causa da pouca capacidade, o Roxinho terá de mandar seus jogos em Cardoso Moreira, a 50 km de Campos.
"Se a gente avançar, vamos buscar os laudos para jogar na nossa cidade. O estádio do nosso coirmão, o Goytacaz, é a alternativa. O clube está muito motivado para superar essa etapa e chegar à fase de grupos. Esse é o nosso sonho e estamos trabalhando para isso", afirma Victor.
Publicidade
Reportagem do estagiário Antonio Júnior.