Por jessyca.damaso

Rio - Obina começou sua carreira no Vitória, na Bahia, mas foi no Flamengo que se consagrou, fez história e se tornou ídolo. Destaque absoluto no time rubro-negro, o atacante baiano ficou eternizado ao som da clássica música 'Obina é melhor que o Eto'o', em comparação ao então jogador camaronês Samuel Eto'o, que atuou com sucesso pelo Barcelona.

Obina agora defende o Matsumoto Yamaga%2C do JapãoDivulgação

Após passagem pelo time da Gávea, o atacante chegou a jogar pelo Palmeiras, onde foi suspenso do time ao agredir seu companheiro de equipe Maurício pouco depois do término do primeiro tempo do jogo contra o Grêmio em 2009. Depois da polêmica, Obina foi transferido para o futebol chinês, onde atuou por duas temporadas no Shandong Luneng.

Hoje, com 33 anos e um currículo recheado, o vetereno Obina está desde 2015 atuando em um modesto time da segunda divisão japonesa, o Matsumoto Yamaga. O atacante não repete a boa fase de temporadas anteriores na Ásia. Em 40 jogos, marcou apenas oito gols.

Você pode gostar