Por jessyca.damaso

Estados Unidos - O goleiro Sidão foi o herói do título do São Paulo na Florida Cup. Ele brilhou nas duas disputas de pênalti, contra River Plate e Corinthians, defendendo duas cobranças em cada duelo, mas isso não garante que ele será titular na temporada. Para o técnico Rogério Ceni, a concorrência pela posição continuará nas próximas semanas.

Rogério Ceni lamentou a lesão de Renan Ribeiro na pré-temporada, que o obrigou a voltar para o BrasilDivulgação

"Eu considero os três, e aí incluo Sidão, Denis e o Renan Ribeiro, no mesmo nível de goleiro. Eu quis a vinda do Sidão justamente para estimular todos da posição. E eu não tenho pressa para decidir. Fiquei quatro anos esperando minha oportunidade para jogar. Infelizmente, no futebol, apenas um goleiro joga e os outros precisam esperar", comentou.

Ceni lamentou a lesão de Renan Ribeiro na pré-temporada, que o obrigou a voltar para o Brasil. "Eu queria testá-lo também, no mínimo colocar ele para jogar um tempo inteiro. E trouxemos também o Thiago, um menino de 17 anos que veio para compor o elenco, pois o Lucas Perri está na seleção de base."

O treinador reconhece que a projeção de Sidão, por causa das defesas nos pênaltis, chamaram ainda mais a atenção da torcida. Mas ele argumenta que a partida diante do River Plate não era para ter terminado nos pênaltis, pois o São Paulo apresentou grande superioridade principalmente no primeiro tempo, perdendo grandes chances. "Acho que cada um aproveitou suas oportunidades aqui na Florida Cup", disse.

Como ex-goleiro, Ceni sabe que não necessita de uma definição agora e sugere fazer um revezamento no gol. "Teremos mais duas semanas para trabalhar e vamos fazer um jogo-treino no domingo, dia 29. Acho que o Denis e o Sidão foram muito bem, a diferença é que o Sidão se destacou nos pênaltis. Podemos até rodar no gol, mas de qualquer forma cada um vai ter de conviver com essa situação."


 

Você pode gostar