Jogador acusado de assassinato é chamado de 'ídolo dos presos' por jornal local

Luciano Cabral do Atlético-PR está preso na Argentina e espera de definição sobre sua situação

Por O Dia

Argentina - O jogador Luciano Cabral continua preso na Argentina, onde espera por uma definição sobre sua situação. Enquanto isso, o meia do Atlético-PR de 21 anos é 'assediado' por outros detentos. Um deles tirou uma foto ao lado do chileno e publicou nas redes sociais no último sábado.

Luciano Cabral é tietado por outros presosReprodução Instagram

O jornal Día del Sur definiu Luciano Cabral como 'ídolo dos presos'. A publicação argentina ainda diz que "é lamentável que o serviço penitenciário permita que a população de presos possua telefone celular e que, em muitos casos, cometa crimes de dentro da cadeia".

O advogado do atleta, Gustavo Nedic, está preparando a sua defesa para tirá-lo da prisão. O argumento é que Luciano Cabral dormia em casa e que não estava no local do assassinato de Villegas Gualpa.

RELEMBRE O CASO

Luciano Cabral foi preso no dia 4 de janeiro, em sua cidade natal, General Alvear, na província de Mendoza. Ele está detido por uma suspeita de homicídio de um homem de 27 anos, que aconteceu no dia 1° de janeiro, na cidade argentina. Além dele, seu pai, Juan Cabral e um adolescente de 17 anos também tiveram a prisão decretada, por também serem suspeitos do crime.


Últimas de Esporte