Embaixador do Barça, Ronaldinho celebra 'volta para casa' e elogia craques

Craque teve passagem pelo clube entre 2003 e 2008

Por O Dia

Espanha - Quase nove anos depois de atuar com a camisa do Barcelona pela última vez, Ronaldinho voltou ao Camp Nou nesta sexta-feira para ser apresentado como novo embaixador do clube. Em suas primeiras palavras no novo cargo, o jogador de 36 anos lembrou de seus tempos de glória em território catalão e celebrou o retorno para casa.

"Estou muito emocionado, muito contente por voltar para minha casa", sintetizou. "Estou contentíssimo por ser o embaixador do Barça. Com o passar dos anos, me dou conta do que fiz aqui, o quão lindo foi jogar e fazer história aqui. Eu sinto falta de tudo. Deixei muitos amigos."

Ronaldinho será embaixador do BarcelonaReprodução Twitter

Ronaldinho prometeu disponibilizar seu troféu da Bola de Ouro, conquistado em 2005, ao Museu do Barcelona e falou sobre a sensação de estar novamente no Camp Nou. "Voltar ao Camp Nou é repassar as jogadas e os gols na minha cabeça. Tenho tudo em casa da minha época no Barça. Sempre se associou meu nome ao Barça, mas agora é oficial."

Contratado pelo Barcelona em 2003, Ronaldinho foi um dos grandes responsáveis pelo reerguimento do clube como um dos maiores do mundo e, ao lado de nomes como Samuel Eto'o e Deco, auxiliou na conquista da Liga dos Campeões de 2005/2006. Atualmente, o time catalão possui um novo trio infernal, com Lionel Messi, Neymar e Luis Suárez, e Ronaldinho falou sobre como seria atuar ao lado deles.

"O tridente está formado com três fenômenos, pois o Suárez também é um. Mas se eu jogasse com eles, seriam duas vezes melhor", falou, em tom de brincadeira. "É fundamental que eles se divirtam e não haja inveja. É isso que faz a diferença", completou.

Apesar de exaltar Suárez, Ronaldinho fez questão de elogiar os outros dois componentes do trio: Lionel Messi, com quem atuou e a quem passou a camisa 10 do Barcelona, e Neymar, contra quem jogou quando o atacante ainda estava no futebol brasileiro.

"Neymar é um fenômeno, um amigo e o maior ídolo do futebol brasileiro. Faz história, como Romário, Ronaldo, Rivaldo...", comentou. "O Messi também é um fenômeno. Olhem tudo o que ele está fazendo e tudo que ainda pode fazer. Ninguém é como ele. E sempre foi igual, é a mesma pessoa. Comprovo isso a cada vez que nos encontramos. É o que é porque nunca mudou. É o melhor de sua época."

Ronaldinho não está aposentado oficialmente, mas desde 2015 não atua profissionalmente, participando de algumas partidas festivas. No mês passado, o Coritiba fez uma proposta por ele e esperava por uma resposta do astro para o início deste mês, mas até agora, não houve um desfecho para a negociação.

Últimas de Esporte