Presidente do Treze morre após passar mal durante jogo e rivais se solidarizam

Dirigente cumpria seu quarto mandato à frente do clube paraibano

Por O Dia

Paraíba - Presidente do Treze, Petrônio Gadelha faleceu nesta quinta-feira, em Campina Grande (PB), aos 66 anos, vítima de um enfarte. O dirigente cumpria seu quarto mandato à frente do clube paraibano e passou mal enquanto a equipe empatava por 0 a 0 com o Atlético-PB, na noite da última quarta, em duelo válido pelo Estadual.

"Estará sempre vivo! Toda família Treze Futebol Clube lamenta o falecimento de seu líder maior, o senhor presidente, Petrônio Gadelha. Trezeano, apaixonado, simples, humilde, e que tinha a essência do verdadeiro amor ao 'Galo'. Descanse em paz, guerreiro. Por nós sempre lutou, por nós será eternizado", publicou o Treze em seu site oficial.

Petrônio Gadelha tinha 66 anosDivulgação

Gadelha era o presidente do Treze num dos momentos mais nobres da história do clube de Campina Grande, a ida até as quartas de final da Copa do Brasil de 2005, perdendo para o Fluminense só nos pênaltis. Ele reassumiu o cargo em 2015, numa eleição que terminou empatada - virou presidente por ser mais velho que o rival.

Os maiores adversários do Treze se solidarizaram com a morte. "O Campinense manifesta imensa consternação e pesar pelo falecimento do presidente Petrônio Gadelha, do Treze. Que Deus em sua infinita misericórdia, lhe conceda descanso eterno e conforte toda a família", pontuou o Campinense, decretando luto oficial.

Já o Botafogo da Paraíba "lamentou profundamente" a morte de Gadelha. "Nesse momento de dor, desejamos força aos familiares e amigos de Petrônio para superar a inestimável perda deste grande desportista."


Últimas de Esporte