Boa Esporte perde mais dois patrocínios após contratação de Bruno

A fornecedora esportiva Kanxa não descarta romper com o clube

Por O Dia

Rio - A chegada do goleiro Bruno como novo reforço do Boa Esporte segue gerando dor de cabeça para o clube. Nesta segunda-feira, o time viu mais dois patrocínios decidirem romper o vínculo após a contratação do atleta.

Bruno será jogador do Boa Esporte por duas temporadas Reprodução EPTV

A Cardiocenter Varginha, empresa cardiológica, optou por deixar de ter a imagem ligada ao clube. Em seguida, a Magsul, clínica de ressonância magnética, emitiu uma nota para oficializar a rescisão: "Informamos que a Magsul rescindiu seu apoio e patrocínio ao Boa Esporte Clube".

A empresa de suplementos nutricionais Nutrends Nutrition já havia anunciado a quebra contratual com o time. Segundo o 'Estado de Minas', a fornecedora esportiva Kanxa não descarta a possibilidade de deixar de fabricar os uniformes do Boa Esporte.

O goleiro Bruno estava preso há sete anos, por uma decisão de primeira instância. No dia 21 de fevereiro, o ministro Marco Aurélio Mello julgou não haver sustentação jurídica para mantê-lo na prisão.

Últimas de Esporte