Casagrande fala sobre drogas e afirma que vício tirou sua liberdade de escolha

Ex-jogador, agora reabilitado, viaja pelo Brasil ministrando palestras, tentando conscientizar jovens e impedi-los de seguir seu caminho

Por O Dia

São Paulo - A história de Casagrande e 'seus demônios' foi conhecida por todo o Brasil depois que o ex-jogador revelou seu vício em drogas. Nesta terça-feira, o ex-atacante participou de palestra onde tentava conscientizar jovens de um colégio em São Paulo, comentando que perdeu sua liberdade de escolha por conta das substâncias que utilizava.

Casagrande passou por momentos complicados por conta do vícioDivulgação

Ao falar sobre sua história, o ex-Corinthians revelou que utilizou algum tipo de droga pela primeira vez com apenas 14 anos. A partir daí, ressaltou o ponto em que não tinha mais vontade própria.

"Usei drogas pela primeira vez aos 14 anos, idade de muitos alunos da Fundação Salvador Arena. Eu estava em busca de algo espiritual, mas a droga tirou o que eu tinha de mais importante, que era a minha liberdade de escolha."

De forma objetiva, Casagrande demonstrava que, apesar de ter buscado uma solução ou um afastamento dos problemas, acabou se entregando ao vício de maneira que prejudicou sua vida.

"Eu não estava no controle da minha vida e quando a gente perde esse controle, quem escolhe por nós é a droga. Por isso acho importante viajar pelo Brasil para compartilhar a minha história e tentar evitar que outras pessoas cometam o mesmo erro."

Com passagens por Corinthians, Porto e Flamengo, Casagrande revelou seus problemas com drogas em 2013, detalhando a história em seu livro "Casagrande e Seus Demônios". No entanto, depois de passar por processo de reabilitação, conseguiu se livrar dos vícios e voltou ao posto de comentarista.

Últimas de Esporte