Relembre o Brasil e Uruguai que terminou em pancadaria no Maracanã

Partida fez parte da conquista brasileira da Taça do Atlântico, em 1976

Por O Dia

Rio - Muitos jogos inesquecíveis marcam a história de um dos principais clássicos sul-americanos: Brasil e Uruguai. Um desses encontros aconteceu em 1976, pela Taça do Atlântico, e terminou com uma briga generalizada no gramado do Maracanã, em jogo que acabou com a vitória dos donos da casa.

O palco era o mesmo em que a Celeste venceu a Copa do Mundo de 1950, diante dos brasileiros, mas o resultado foi diferente. O Brasil x Uruguai de 1976 foi de clima tenso do início ao fim. Um lance protagonizado por Zico foi o suficiente para fechar o tempo de vez e formar uma confusão generalizada em campo.

O Galinho partiu driblando e deixando os adversários no caminho mas, quando se aproximava do gol, sofreu uma entrada criminosa do uruguaio Ramirez, que gerou bastante indignação dos atletas brasileiros e torcedores. A arbitragem conseguiu conter os ânimos e autorizar a cobrança de falta de Marco Antônio, para só então encerrar a partida.

Engana-se quem pensa que o apito final foi o suficiente para que as duas equipes fossem para o vestiário em clima de paz. O uruguaio Ramirez partiu para cima do brasileiro Rivallino, que correu e escorregou nas escadas de acesso aos vestiários. Em seguida, os atletas e membros das comissões técnicas começaram uma verdadeira batalha no centro do campo.

Passada a confusão, o Brasil pode então comemorar a importante vitória para a conquista do terceiro título na Taça do Atlântico. Além da seleção celeste, os brasileiros também superaram os argentinos e paraguaios.

Uruguai e Brasil se enfrentam nesta quinta-feira à noite, em Montevidéu, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Últimas de Esporte