Manchester United vence Chelsea, assume 5º lugar e põe fogo na briga pelo título

Red Devils conseguiram vitória importante sobre os Blues neste domingo

Por O Dia

Inglaterra - O Manchester United venceu o clássico contra o Chelsea por 2 a 0, neste domingo, no Old Trafford, e colocou fogo no Campeonato Inglês. A derrota do líder deixou em aberto a disputa pelo título a cinco rodadas do fim da competição. O encontro também teve um gosto de vingança para José Mourinho sobre o seu ex-clube. O Chelsea havia vencido os rivais no primeiro turno do Inglês, em Londres.

A derrota coloca pressão no Chelsea, que viu a diferença para o Tottenham, vice-líder do campeonato, cair para quatro pontos (75 a 71), já que o rival londrino venceu na rodada (goleada sobre o Bournemouth por 4 a 0 no último sábado).

Para o Manchester United, a vitória confirmou a quinta posição na tabela e manteve a perseguição ao Manchester City na disputa pelo quarto lugar, posto que garante vaga na Liga dos Campeões da Europa. O City tem 64 pontos, mas um jogo a mais do que o United, agora com 60 pontos na classificação.

Manchester United derrotou o ChelseaEfe

O jogo foi emocionante desde o início. E o United abriu o placar logo aos sete minutos, com Rashford finalizou para o gol um jogada originada por um contra-ataque. Entretanto, o lance foi polêmico. Os jogadores do Chelsea reclamaram de toque de mão de Ander Herrera para fazer um corte ainda no campo do United. E foi justamente este jogador que foi o autor do lançamento para o jovem atacante abrir o placar.

Após o gol polêmico, os times passaram a travar uma disputa mais nervosa dentro de campo e o brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa chegou a receber o cartão amarelo após dar uma entrada mais dura. E os lances ofensivos acabaram sendo raros até o final desta primeira etapa.

Já no segundo tempo, logo aos 3 minutos, o espanhol Ander Herrera, que já havia dado o passe para o primeiro gol do Manchester, ampliou a vantagem em um chute que desviou em Canté e enganou o goleiro Begovic: 2 a 0.

Após levar o segundo gol, o Chelsea viu o técnico Antonio Conte dar mais força ofensiva ao time com as entradas de Fàbregas e William e as respectivas saídas de Moses e Matic, mas o time visitante não teve forças para buscar o empate ou sequer descontar o placar.

A partida prosseguiu aberta, nervosa e com chances perdidas pelas duas equipes. Ibrahimovich entrou aos 38 minutos do segundo tempo no lugar de Rashford. O sueco levantou a torcida ao sofrer uma falta na primeira vez que disputou uma bola e, aos 45, recebeu um cartão amarelo.

Na próxima rodada, a 34ª do Campeonato Inglês, o líder Chelsea jogará em Stamford Bridge contra o Southampton, nono colocado na competição, no dia 25. Já o Manchester United terá pela frente o Burnley (15º na tabela), fora de casa, no próximo domingo.

Últimas de Esporte